10 respostas para dúvidas recorrentes de todo motorista

Tem carro? Então, em algum momento, algumas dessas 10 dúvidas sobre manutenção automotiva podem te atormentar

Por BORIS FELDMAN20/06/18 às 16h21

Tem carro? Então, em algum momento, algumas dessas 10 dúvidas sobre manutenção podem te atormentar.

1. Levei o carro para a revisão dos 12 meses e a oficina quer trocar o óleo, embora o carro tenha apenas 3.000 km rodados. É mesmo necessária a troca com tão baixa quilometragem?

Substituição de óleo do motor não se faz apenas pela quilometragem, mas também por prazo, pois contém aditivos que expiram. Sua validade é de 12 meses.

2. Dá para comprar pneus no supermercado? As faixinhas coloridas na banda não significam qualidade duvidosa?

Dá para comprar sim, mantendo as mesmas características do pneu de seu carro, que se confere no manual ou no próprio. As faixinhas apenas indicam o mercado a que eles se destinam e nada têm a ver com qualidade.

3. Acendeu a luz de óleo no painel, achei que fosse nível baixo. Mas puxei a vareta para conferir e ele está correto. O que pode ser?

A luz de alerta não se acende pelo nível baixo, mas pela falta de pressão de lubrificação que faz fundir o motor e indica que o carro seja levado rapidamente para a oficina. Ou reze para que o defeito seja na luz que se acendeu por um problema elétrico.

4. Passei num trecho alagado sem problemas, mas logo à frente tinha uma fila de carros esperando o sinal abrir. Não consegui parar e bati nos dois últimos. Por quê?

Regrinha básica: depois de um trecho alagado, engrene segunda ou terceira, acelere e freie simultaneamente para que o atrito dos componentes de freio se aqueçam e a água se evapore.

5. O frentista do posto condenou a água do radiador pois diz ter percebido um cheiro estranho. É isso?

Este frentista é dotado de poderes sobrenaturais: líquido de refrigeração (água + etilenoglicol) tem prazo de dois anos e só então deve ser substituído. Cheiro não tem nada a ver.

6. A concessionária orçou dois itens extras quando levei o carro para a revisão obrigatória. O gerente ameaçou com perda de garantia caso eu recusasse a autorizar. É isso mesmo?

Não. Se os itens não constam na relação do manual, ameace o gerente de chamar a polícia, pois fábrica nenhuma corta garantia porque o cliente recusou um serviço desnecessário.

7. A bateria descarrega e a auto-elétrica sugere uma carga rápida em duas horas. Pode?

Recuse, a menos que a oficina tenha um termômetro: a carga rápida eleva muito a temperatura da bateria, o que reduz sua durabilidade. A temperatura máxima de ser atingia ao recarregar, sem riscos, é de 50ºC.

8. Meu carro sofreu um acidente com forte impacto frontal e os cintos dianteiros protegeram motorista e passageiro. A seguradora autorizou o reparo, mas negou a troca dos cintos afetados, solicitada pela concessionária. Precisa ou não?

A concessionária está correta. Depois que os cintos são submetidos a forte esforço devem ser substituídos. Se a seguradora insistir nessa negativa, mande trocar os cintos. E troque também de seguradora…

9. O manual do meu carro recomenda usar gasolina de alta octanagem, que não existe na minha cidade. Corro risco de quebrar o motor se não abastecer com ela?

Não, o único inconveniente é de perder alguns cavalinhos sob o capô. O motor só não terá a potência especificada no manual.

10. O carro chega na oficina para a revisão periódica e no orçamento vem incluída a manutenção do ar-condicionado. Precisa, ou é pi-ca-re-ta-gem?

Neste caso, não é picaretagem. O ar-condicionado deve ter seu filtro trocado e receber a injeção de um líquido para eliminar fungos, ácaros e outros malfeitores da saúde humana.

Manutenção do carro pode provocar dúvidas

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

3 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Adeilson Alves da Silva 20 de junho de 2018

    Boa tarde Boris tudo bem será que seria possível você mim esclarecer uma dúvida?
    Tenho um gol bola (1.0/8V motor Cht Ano 96).
    Solicitei ao mecânico que trocasse a valvula termostática desse veiculo pra minha surpresa não havia valvula então foi feito a instalacao da valvula e sensor do painel, mas mesmo após todo esse servico o marcador da da temperatura permanece oscilando pedi ao mecânico que revisse o serviço mais ele disse que não havia necessidade pois as peças eram novas e isso era normal, e o carro quando esta frio demora bastante pro marcado começar a trabalhar, O que eu queria saber se isso é normal ou se ainda existe alguma forma de corrigir isso, por gentileza preciso saber mais sobre esse fator de esta min tirando o sono,
    Estou cadastro no site do auto papo desde ja agradeço.
    Att:Adeilson Alves.

  • Fabrício Amorim 20 de junho de 2018

    Boa tarde Boris tenho um Chevrolet Prisma e quando fiz a primeira revisão, conversando com outro proprietário de um prisma, ele ficou sabendo que o prisma vem sem filtro do ar condicionado, pode isso

Deixe um comentário