A bateria é fonte de energia… e de problemas

Por BORIS FELDMAN09/01/17 às 17h59
Foto Renault | Divulgação

Muito se fala do carro elétrico, mas ainda falta muito para ele vingar. Poucos sabem, mas, antes mesmo de se inventar o automóvel com motor a combustão interna, já rodavam os primeiros elétricos. Que não foram adiante (no final do século 19) pelos mesmos problemas que os afligem atualmente: bateria que não permite autonomia e demora a ser carregada.

Enquanto o carro convencional encosta no posto com o tanque vazio e sai de lá abastecido em cinco minutos, o elétrico pede mais de seis horas para ter a bateria recarregada. Existe a possibilidade da carga rápida, que a recarrega em 80% em cerca de duas horas. Mas é uma operação que eleva muito a temperatura e prejudica sua durabilidade.

Os problemas são, portanto, os mesmos: mesmo a bateria do seu automóvel, quando se descarrega, a recarga exige algumas horas. Mas existe também a possibilidade da carga rápida, realizada em meia hora – com exatamente o mesmo problema: ela se superaquece e pode ter danificados seus componentes internos, comprometendo sua durabilidade.

Se você leva o carro no auto-elétrico com a bateria descarregada e ele sugere a carga rápida, exija um termômetro. Se a temperatura superar os 50º C, interrompa a operação pois este é o aquecimento máximo a que ela resiste sem comprometer sua durabilidade.

Por falar em bateria, cuidado quando se acende a luz de alerta no painel com o desenho de uma. O problema não é com ela, mas com sua recarga. Então, recuse a troca dela por outra nova, pois o problema voltará no dia seguinte. Na verdade, quando essa luz de alerta se acende, ou o alternador (que recarrega a bateria) está defeituoso, ou a correia que o aciona se rompeu, ou há outra avaria no sistema elétrico. Até porque, se o problema fosse da bateria descarregada, não haveria corrente elétrica para acender a luz do painel…

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário