Bateria com frio é um problema

Nos dias mais frios a bateria costuma arriar com uma certa frequência. Aí, você pode acabar caindo em uma gelada

Por BORIS FELDMAN08/06/18 às 06h30

Não são só algumas pessoas que são mais lentas para “funcionar no frio”, mas as baterias dos automóveis também. Elas, inclusive, costuma arriar nesses períodos.

[TRANSCRIÇÃO]

Não é coincidência, a maioria das baterias pifa exatamente nos dias mais frios. Isso acontece por dois motivos: em primeiro lugar, quando a temperatura baixa muito, é mais difícil funcionar o motor de manhã pela dificuldade do combustível de se vaporizar e ser queimado dentro do cilindro, e porque o óleo lubrificante está mais grosso, mais viscoso por causado frio e o motor tem que fazer um esforço maior para se movimentar. Isso tudo requer mais da bateria.

Mas, como diria aquele velho ditado, “além do tombo, o coice”! Isso porque a bateria produz energia elétrica a partir de uma reação química no seu interior, e o problema é que, quanto mais baixa a temperatura, mais difícil de se realizar essa reação química. Então, a bateria que já estava mais pra lá do que pra cá, num dia quente vai funcionar, num dia frio vai arriar.

baterias dos automóveis

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário