Governo aplicou Lei de Robin Hood ao contrário

Depois da greve dos caminhoneiros, o (des)governo resolveu deixar a fatura para os menos favorecidos pagar. Deveria ser o contrário!

Por BORIS FELDMAN21/06/18 às 23h30

O governo brasileiro é o contrário mesmo. Os caminhoneiros fizeram uma pressão e, para atender as reivindicações, o nosso desgoverno jogou a conta para a população menos abastada pagar.

[TRANSCRIÇÃO]

As decisões tomadas pelo desgoverno federal pressionado pelos caminhoneiros em greve favoreceram os ricos e prejudicaram os pobres. Mas, como assim? É simples de explicar: o óleo diesel teve seu preço reduzido na bomba, mas a gasolina passou a custar mais. Então, o rico, que tem um SUV BMW a diesel, vai pagar menos para ir no fim de semana para o sítio. Mas o pobre, que tem uma BMG, “Brasília Muito Velha”, vai pagar mais pela gasolina para ir a Feira Hippie, no domingo.

Além do tombo, o coice, porque o governo estabeleceu preços mínimos para o frete. Isso significa que o arroz, o feijão vão chegar mais caros à mesa, e quem sofre mais quando sobe o custo da alimentação?Lógico que é o pobre! Então, o Brasil é ou não é o país onde se aplica a lei de Robin Hood ao contrário?

o governo brasileiro

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário