Você já considerou comprar peças por importação?

Boris deixa o toque de que alguns componentes podem custar menos se forem importados, mesmo considerando-se impostos e frete

Por BORIS FELDMAN15/11/17 às 16h35

Boris deixa o toque de que alguns componentes podem custar menos se forem adquiridos por importação, mesmo considerando-se impostos e frete.

Se o seu automóvel é importado, ou se ele é nacional, mas tem peças importadas, na hora da reposição é interessante você fazer uma pesquisa entre o preço delas no mercado nacional e quanto custaria para importa-las, comprando-as via internet, o que não é complicado e nem ilegal.

Você entra na internet, coloca a marca e o modelo do seu carro e a peça que você deseja. Existem algumas com diferença gritante. Pastilhas de freio, por exemplo, chegam a custar três, quatro vezes mais aqui no Brasil, mesmo com o custo do transporte e dos impostos.

O único cuidado a ser tomado nessa operação é verificar o número da peça, o que se chama em inglês de “part number”, para ver se o que você está comprando lá fora coincide exatamente com o número da peça do seu automóvel.

importação de peças de carro

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário