Nacional zero km ou importado usado: qual vale a pena?

Ó, dúvida cruel!

Por BORIS FELDMAN15/02/18 às 15h30

Você quer comprar um carro, mas uma dúvida cruel paira no ar: compro um nacional zero quilômetro ou um importado usado? O Boris tenta resolver esse “problemão” para você.

Você vai comprar um automóvel nacional zero quilômetro e, de repente, para para pensar: “por esse valor de R$ 70, R$ 80 ou R$ 90 mil eu posso comprar um importado usado que rodou apenas 20 ou 30 mil quilômetros e que oferece muito mais desempenho, conforto e segurança”. E por que não partir para esta opção?

Simples. Pelo custo de manutenção que costuma espantar o freguês. E, por consequência, se a manutenção custa muito, pode apostar que o seguro do carro vai também ter um custo elevadíssimo.

Só a título de exemplo, quanto mais moderno e sofisticado, maior o custo da peça de reposição. Um farol pode chegar a custar R$ 40 mil. Um daqueles radares lá na frente do carro para alertar o motorista fica pela bagatela de R$ 20 mil.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário