Parâmetros essenciais para a escolha de um carro

Saiba "o que" e "onde" analisar os pontos mais importantes na hora comprar um automóvel

Por BORIS FELDMAN01/03/18 às 15h00

Ao comprar um carro zero km, o consumidor procura se informar sobre as opções do mercado dentro de suas necessidades (e possibilidades), faz comparativos teóricos e práticos entre dois ou três modelos que se ajustam ao seu perfil. Claro que o apelo mais forte é do design: se o estilo não agrada, não tem argumento que o convença a levar o carro para sua garagem. Listamos alguns parâmetros que deveriam ser mais valorizados na escolha de um carro.

Depreciação

Além do aspecto estético, o motorista pode consultar também a tabela de usados para determinar sua depreciação: quanto menos perder no momento de passá-lo para frente, tanto melhor. E até faz – eventualmente – um test-drive para avaliar desempenho, acabamento interno, dirigibilidade, ergonomia.

Custo de manutenção

Mas poucos consumidores se lembram de avaliar as características “não percebidas” na definição da compra. São assim chamadas pois não estão na ficha técnica do automóvel, nem são perceptíveis durante um test-drive. Entre elas, estão a durabilidade: durante quantos quilômetros ou anos o carro mantem sua integridade? A confiabilidade: com que frequência ele exige ser levado à oficina? E outras ainda mais sutis. Mas, pelo menos três delas são avaliadas por institutos independentes e orientam o consumidor na escolha de um carro novo.

Teste de segurança do LatinNCAP

A primeira é de segurança e feita pelo LatinNCAP, uma entidade baseada no Uruguai que mede o nível de proteção aos ocupantes através de crash-tests. O veículo é jogado contra uma parede de concreto para simular um acidente e avaliar quanto sofrem os bonecos (“dummies”) colocados como ocupantes do carro.

A escolha de um carro é uma decisão importante. Saiba quais os pontos devem ser levados em consideração e onde buscar as informações necessárias.
(Latin NCAP/Divulgação)

Custo dos reparos

A segunda é feita pelo Cesvi, que avalia o custo dos reparos no caso de um acidente e estabelece o índice de reparabilidade, ou seja, quanto o dono do carro terá de pagar para consertar o automóvel depois de uma batida. Este índice é referência também para as seguradoras e determina quanto vão cobrar para emitir a apólice daquele modelo.

Consumo de combustível

Finalmente, o Inmetro classificou o consumo de combustível das centenas de modelos comercializados no nosso mercado. São divididos em categorias e as etiquetas emitidas pelo órgão (e dependuradas no carro exposto nas concessionárias) definem desde o mais econômico (letra A) até o mais “beberrão” (letra E).

A escolha de um carro é uma decisão importante. Saiba quais os pontos devem ser levados em consideração e onde buscar as informações necessárias.

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário