Ouvinte reclama: por que divorciada paga mais pelo seguro?

Na hora de renovar o seguro, uma ouvinte conta que teve que pagar mais caro porque atualmente está divorciada. Mas, o que uma coisa tem a ver com a outra?

Por BORIS FELDMAN14/06/18 às 23h30

Na hora de renovar o seguro do automóvel você tem a infeliz surpresa: o valor aumentou e a razão é o seu atual estado civil. Como assim?

[TRANSCRIÇÃO]

Uma reclamação, que eu achei no mínimo curiosa, vindo de uma ouvinte do AutoPapo, é a seguinte: ela diz que sempre segurou seus carros, mas ao renovar o último deles percebeu que o valor tinha aumentado razoavelmente. Ela diz que reclamou com o corretor e a explicação foi a mudança do seu estado civil, ela deixou de ser casada para ser divorciada. E ela diz que uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Sim, talvez ela tenha razão, mas as companhias de seguro trabalham com estatísticas, e os números devem dizer que as divorciadas batem mais o carro que as casadas. Mas, levando as estatísticas em consideração, as mulheres nem deveria estar reclamando, pois levam nítida vantagem sobre os homens. O valor que a mulher paga para assegurar o seu automóvel é cerca de 30% menor, em média, do que pagam os marmanjos. Uma óbvia constatação, aliás, de que as mulheres são mais cuidadosas ao volante que os homens.

seguro do automóvel
(Fabiano Azevedo/AutoPapo)

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Assis 16 de junho de 2018

    A revisão do texto.

Deixe um comentário