Ajustes de peso, altura e eficiência

Sedã Cobalt e minivan Spin da Chevrolet recebem modificações no motor e na aerodinâmica para ficarem mais econômicos

Por AutoPapo12/08/16 às 17h11

Para cumprir as exigências da programa Inovar-Auto, que determina melhorias na eficiência energética dos motores em troca de benefícios governamentais, a Chevrolet apresentou a linha 2017 de Cobalt e Spin. O ultrapassado motor 1.8 recebeu várias modificações e ganhou em termos de eficiência. Além disso, foram feitas mudanças no câmbio e a direção hidráulica foi substituída pela elétrica.

(Chevrolet/Divulgação)

A minivan Spin recebeu ainda uma grade dianteira ativa, que abre ou fecha a entrada de ar do radiador em função da temperatura, velocidade e uso do ar condicionado. “A grade ativa ajuda a reduzir o consumo do Spin em cerca de 30%. Na prática, é como se o consumidor ganhasse quase quatro meses de combustível no ano”, calcula Fabiola Rogano, vice-presidente de Engenharia da General Motors.

Spin e Cobalt agora são equipados com motor 1.8 8V, chamado de SPE. Quando abastecido com gasolina a potência foi mantida: 106cv, mas o torque teve um ganho de 0,400kgfm passando para 16,8kgfm. Já com etanol no tanque a potência passou de 108cv para 111cv e o torque de 17,1kgfm para 17,7kgfm.

O trabalho dos engenheiros da Chevrolet seguiu a mesma linha do realizado nos motores 1.0 e 1.4, que foram remodelados para equipar a linha 2017 do Onix e do Prisma. A tônica é reduzir peso para ganhar eficiência.

Na minivan, mais de 100 componentes foram alterados, aumentando a aplicação de aço de alta resistência em painéis e reforços. O carro ficou até 33 kg mais leve. O sedã perdeu peso e ainda recebeu mofidicações para ficar até 21% mais econômico.

Somente no motor 1.8 do Cobalt e da Spin, a redução de massa foi de 12%, alcançada graças a pistões e bielas mais leves, anéis de pistão baixo atrito, central eletrônica de maior velocidade de processamento e óleo OW20, menos viscoso que o 5W30 e bobinas de ignição independentes para cada cilindro.

Ambos tiveram mudanças na aerodinâmica, com rebaixamento da suspensão em um centímetro. O ajuste combinado com o uso de defletores melhorou o coeficiente aerodinâmico do Cobalt em 8% e do Spin em 11%.

Segundo dados do Inmetro, o Cobalt tem médias de 8,3km/l na cidade e 10,4km/l na estrada rodando com etanol no tanque. Já com o gasolina a média pula para 12,1 km/l na cidade e 15,1 km/l na estrada. A Spin, quando abastecida com etanol, faz 8,1 km/l na cidade e 9,4 km/l na estrada. Com gasolina a minivan tem média de 11,8 km/l na cidade e 13,7 km/l na estrada.

Outra novidade comum ao Cobalt e a Spin 2017 é adoção do sistema OnStar de série com três variações para o serviço, dependendo da versão. O Cobalt ganhou o MyLink II e a Spin manteve o sistema MyLink de primeira geração.

Preços

Cobalt 1.4 LT: R$ 55.190

Cobalt 1.4 LTZ: R$ 60.990

Cobalt LTZ: R$ 62.190

Cobalt LTZ AT: R$ 66.990

Cobalt Elite: R$ 68.990

Spin LS: R$ 57.990

Spin LT: R$ 61.490

Spin Advantage AT: R$ 66.990

Spin LTZ ( 7 lugares): R$ 67.990

Spin LTZ (7 lugares) AT: R$ 71.990

Spin Activ AT6: R$ 69.990

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário