Audi A1

Com pinta urbanoide

Por AutoPapo01/04/16 às 18h23

Ingolstadt sabe tratar bem seus clientes. A Audi lançou a versão reestilizada do A1 Sportback no Brasil e espera manter seu porte de “brinquedinho envenenado” – mesmo com um ganho de dois centímetros no comprimento, agora de 3,97m. O subcompacto esportivo chega em duas versões: a Attraction, equipada com motor 1.4 Turbo FSI (com leve update que o faz render 125cv), e a Ambition, com o invocado 1.8 Turbo FSI de 192cv que já impulsiona o A4. As versões custam a partir de R$ 106.990 e R$ 124.990 respectivamente.

Produzido na planta da Audi em Bruxelas, na Bélgica, o A1 Sportback agora conta com direção eletromecânica, capaz de transferir mais ou menos força de apoio dependendo da velocidade do carango. Falando nisso, o subcompacto vai de 0 a 100km/h em 8,9 segundos e atinge máxima de 203km/h. Para tal, ainda tem o auxílio da transmissão S tronic de dupla embreagem e sete velocidades. Vale frisar que as trocas podem ser feitas por meio de aletas, ao gosto do freguês.

Derivado do Polo Europeu, o A1 Sportback traz mudanças no “visu” que o deixam com uma carinha menos urbana. As grades foram levemente modificadas, assim como os para-choques, que foram redesenhados. Para complementar, rodas de liga leve 16’’ na versão de entrada dão o tom da nova proposta do subcompacto alemão. Já na Ambition as rodas têm 17”.

DE ENTRADA

Além dos supracitados “rodões”, o Attractive vem de entrada com airbags laterais dianteiros e airbags de cortinha, ar-condicionado e rádio MMI com conexão Bluetooth (para quem quiser curtir aquele Spotify esperto durante o passeio). Na configuração Ambition o acabamento interno é em preto brilhante, o teto tem revestimento em preto, os bancos dianteiros esportivos contam com ajuste de altura e o volante e a manopla do câmbio são revestidos em couro. Além disso, o topo de linha também é agraciado com o Audi Music Interface e o Audi Sound System.

NO BRASIL

O A1 deve continuar sendo importado da Bélgica, ao contrário de Q3 e A3 Sedan, produzidos na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná. Especula-se que o Q2, rival direto do Jeep Renegade, também poderá ser feito por aqui.

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário