BBC se arrepende de demissão de Jeremy Clarkson

Ex-diretor da emissora britânica admite que não foi uma boa ter mandado embora o apresentador

Por AutoPapo23/08/16 às 17h48

“Okay, okay”, vamos falar de Jeremy Clarkson e Top Gear. De acordo com o antigo diretor-geral da BBC – hoje executivo do New York Times – Mark Thompson, “a emissora não poderia perder o talento” do antigo apresentador do programa, comandado na última temporada por Chris Evans.

Em entrevista ao jornal britânico The Sunday Times, Thompson garantiu que não havia condições de Clarkson continuar trabalhando para a BBC (Jezza agrediu um dos produtores de Top Gear com um soco). No entanto, foi enfático ao afirmar que o “talento pungente, transgressor e ligeiramente fora de controle de Clarkson era algo que a BBC não poderia perder”. Além disso, Thompson acrescentou que Jeremy é um indivíduo de personalidade “questionável”, mas atingia público que “não estava habituado a acompanhar a programação” da emissora.

Depois de inúmeras polêmicas e da conturbada saída da BBC, Clarkson (e seus “comparsas” James May e Richard Hammond) foram contratados pelo serviço de streaming Amazon Prime. O novo programa do trio, The Grand Tour, deve estrear em meados de setembro ou início de outubro.

(Amazon/Divulgação)
Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário