Chery New QQ nacional chega às lojas por R$ 29.990

Chinesinho naturalizado será um dos mais baratos do país

Por AutoPapo19/10/16 às 15h29

O QQ produzido no Brasil chega às lojas ainda esta semana. O modelo da Chery, que até agora era importado da China, será fabricado em Jacareí, São Paulo. A mudança de endereço trará uma redução de R$2 mil no custo.

Por R$29.990, a versão de entrada será uma das opções mais baratas do país. Ao lado do Mobi, o pequenino chinês é das únicas opções abaixo de R$30.000.

(Chery/Divulgação)

Atualmente, o subcompacto da Fiat conta com preço promocional de R$29.990 (na versão Easy, equipado apenas com os obrigatórios airbag e ABS). De acordo com informações da fabricante, a oferta termina no próximo dia 31 – ou “enquanto durar o estoque de 500 unidades nas concessionárias participantes”.

O New QQ chega com duas versões e design repaginado. A Look é a mais simples, mas oferece, como todo chinês, pacote de equipamentos completo de fábrica. A configuração conta com ar condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, rádio com entrada USB e dois alto-falantes e faróis de circulação diurna (DLR); além dos freios ABS e airbag duplo.

(Chery/Divulgação)

O motor é o mesmo nas duas versões, o Acteco 1.0 a gasolina de três cilindros e 12 válvulas que entrega 69cv. A transmissão é manual de cinco velocidades. Segundo a Chery, o subcompacto pode atingir velocidade máxima de 160km/h.

Na configuração ACT, que sai por R$31.990, o chinês ganha vidros traseiros elétricos, ajuste elétrico dos retrovisores, quatro alto-falantes, limpador e desembaçador traseiros e rodas de liga leve de 14 polegadas.

O New QQ recebeu a nota AA no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro, que avalia a eficiência de motores. O consumo é de 11,9km/l na cidade e de 13,1km/l na estrada.

(Chery/Divulgação)

VEÍCULOS RELACIONADOS

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário