Citroën Aircross

Disfarçado de aventureiro

Por AutoPapo02/04/16 às 17h04

Com desenho inspirado no C4 Cactus, crossover com linhas mais arredondadas e faróis afilados, o novo Aircross chegou ao mercado brasileiro no último ano para substituir o C3 Picasso, que deixou de ser vendido no Brasil. À época de seu lançamento, os preços do “aventureiro” variavam entre R$ 49.990 e R$ 69.290 e o natural seria que os valores fossem reajustados assim que 2016 chegasse. Contudo, por enquanto, as cifras foram mantidas — o que é uma boa notícia para o consumidor.

(Citroën/Divulgação)

Construído sob a mesma plataforma do C3 Picasso, o Aircross é produzido na fábrica da PSA Peugeot Citroën em Porto Real, na região Sul do Estado do Rio de Janeiro. O modelo é comercializado em quatro versões, sendo que as duas mais basiconas não têm o famigerado estepe aparente. Além disso, na linha 2016 o monovolume disfarçado de SUV é comercializado por R$ 11 mil a menos que na 2015. Como não haviam configurações mais básicas, o veículo partia de R$ 58.990 (valor que atualmente é o de sua versão intermediária).

As versões mais básicas do Aircross (Start e Live) vêm equipadas com motor 1.5 flex que gera 93cv de potência e 14,3kgfm de torque e transmissão manual de cinco velocidades. Já nas configurações Feel e Shine o modelo conta com propulsor 1.6 flex – que deixa de lado o tanquinho – de 122cv e 16,4kgfm de torque máximo a 4.000rpm e duas opções de câmbio: automática de quatro velocidades e a mesma manual que equipa as versões básicas.

(Citroën/Divulgação)

De série, o Aircross já vem equipado com direção elétrica, ar-condicionado e computador de bordo. No entanto, o kit com rádio AM/FM, bluetooth e entrada auxiliar é opcional e sai por R$ 1.000. Já em sua versão topo de linha o modelo conta também com volante revestido em couro, câmera de ré e faróis com acionamento automático. Navegação GPS e Jukebox são opcionais e custam ao consumidor R$ 1.000.

(Citroën/Divulgação)

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário