Clássicos ônibus londrinos são repotenciados para Euro VI

Projeto da Cummins revitaliza o tradicional ônibus de dois andares e outros antigos

Por AutoPapo05/04/18 às 13h35

A Cummins está dando continuidade ao seu projeto de repotenciamento para os clássicos ônibus londrinos e outros modelos antigos. A tecnologia permite que motores ultrapassados sejam adequados às novas regras de emissões da Europa, o Euro VI, mas mantendo as carrocerias dos veículos. Serviço também será oferecido no Brasil.

onibus classico londres vermelho dois andares clássicos ônibus londrinos
O RM1005 Roadmaster de 1962 de Sir Peter Hendy (Cummins | Divulgação)

O projeto começou em 2016, quando Sir Peter Hendy, um ex-Comissário de Transporte de Londres, pediu à fabricante que atualizasse um exemplar dos clássicos vermelhões que possuía. O modelo é um RM1005 Routemaster fabricado pela AEC em 1962. Para alcançar este objetivo, o motor do veterano foi substituído por um Cummins 4.5L ISB, junto com seus sistema de exaustão e tratamento de emissões, compatível com a legislação atual da região.

Em abril do ano que vem, as Zonas de Emissões Ultra-Baixas (ULEZ, na sigla em inglês) entrará em vigor. A ULEZ determina que veículos circulando em uma área específica de Londres obedeçam a critérios distintos ou paguem uma multa. Para os ônibus e outros veículos pesados movidos a diesel, as regras determinam motores de nível Euro VI, a mais alta exigência em prática no continente e que requer motores modernos, produzidos depois de 2014.

Os clássicos ônibus londrinos foram produzidos entre 1954 e 1968 e, portanto, estão longe de se adequarem à legislação de emissões moderna. A maioria dos tradicionais ônibus vermelhos já saiu de circulação na capital britânica, e apenas alguns ainda podem ser vistos nas ruas, fazendo rotas turísticas. Com o repotenciamento, é possível que o modelo continue operando na cidade ainda por muitos anos sem contribuir para o aumento na poluição.

onibus classico londres vemerlho dois andares cummins clássicos ônibus londrinos
(Cummins | Divulgação)

O repotenciamento no ônibus de Sir Peter Hendy foi concluído no ano passado e o veículo recebeu a almejada certificação Euro VI. O xodó de Hendy foi então colocado a serviço em uma rota de Londres.

A fabricante também está desenvolvendo o serviço para outros modelos, muitos na categoria Euro IV de 2007, para manter a vida útil dos veículos e sua operação na cidade. O repotenciamento de ônibus antigos com motores modernos reduz as emissões de partículas de poluente em quase 90% e de óxidos de nitrogênio (NOx) em 50%, segundo a Cummins. Estes últimos são químicos especialmente nocivos e expelidos em maior quantidade pelo diesel do que pela gasolina.

Para reduzir a poluição produzida pelos ônibus, o processo também envolve a instalação de um sistema Start/Stop que interrompe o funcionamento do motor quando o veículo estaciona para o embarque e desembarque de passageiros. Com isso, o consumo de combustível também diminui. Segundo a Cummins, para um ônibus de dois andares, a redução chega a 8%, e a emissão de dióxidos de carbono (CO2) diminui em até 6 toneladas por ano por veículo.

onibus classico londres vemerlho dois andares cummins
Compartimento do motor já com o novo propulsor Euro IV (Cummins | Divulgação)

Ashley Watton, diretor de Negócios Rodoviários da Cummins na Europa, salienta o aspecto ecológico do projeto da fabricante. “A iniciativa da Cummins visa aumentar rapidamente o número de ônibus urbanos com motor Euro VI, além de contribuir significativamente para melhorar a qualidade do ar e reduzir as emissões de carbono em Londres e em outras cidades que estabelecem Zonas de Emissões Ultra-Baixas”, comenta ele.

Os motores utilizados pela fornecedora no processo também são compatíveis com o biodiesel B20 e diesel renovável HVO, que reduzem ainda mais a emissão de poluentes se comparados com o diesel fóssil comum. O serviço de repotenciamento ainda está em desenvolvimento pela fabricante e, segundo própria, também será oferecido no Brasil.

Leia mais: um Mini clássico foi transformado em veículo elétrico para o Salão de Nova York

Mini clássico elétrico Salão de Nova York 2018
Mini | Divulgação

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário