Confira os destaques do Salão de Nova York 2018

O Salão de NY chegou à 118ª edição com novo Ford Fusion, Toyota RAV4 e até Mini clássico eletrificado

Por AutoPapo29/03/18 às 10h38

O Salão de Nova York 2018 está a todo vapor, tendo chegado à sua 118ª edição. Confira alguns destaques do evento.

Ford Fusion 2019 é revelado

O Ford Fusion 2019 foi oficialmente revelado, carregando as mudanças que já haviam sido anunciadas pela fabricante. A dianteira e traseira receberam um facelift, com nova grade frontal, para-choques e faróis de neblina. Já as opções de motorização serão totalmente alteradas. O EcoBoost 2.0 de 248 cv deixará de ser oferecido nos EUA, mercado que se abastece na mesma fábrica mexicana que o Brasil. Assim, o sedã será equipado com uma destas novas opções: 1.5 turbo de 185 cv; 2.7 de 235 cv; ou 2.5 de 175 cv.

A motorização híbrida, com 190 cv de potência combinada, segue em produção no México, tendo recebido um upgrade na bateria, que agora oferece até 40 quilômetros de autonomia puramente elétrica.

Jaguar F-Pace ganhou versão esportiva SVR

A Jaguar fez a estréia de uma versão esportiva do utilitário F-Pace. O Jaguar F-Pace SVR oferece 550 cv de potência e 69 kgfm de torque, um aumento significativo se comparado aos 250 cv e 37 kgfm de um F-Pace comum na versão mais potente. O motor para entregar o desempenho esportivo é um 5.0 V8 supercharged, que leva o utilitário aos 100 km/h em 4,3 segundos. A velocidade máxima é de 283 km/h.

A novidade também conta com melhorias na carroceria para otimizar a resposta aerodinâmica do veículo. Entre estes, estão para-choques dianteiros e traseiros exclusivos, spoilers laterais mais baixos e novo aerofólio traseiro para auxiliar na refrigeração, diminuir a resistência do atrito e aumentar a estabilidade em altas velocidades. A Jaguar do Brasil informa que a opção chegará ao país no segundo semestre.

Mini clássico virou um veículo elétrico

A Mini separou uma unidade do antigo compacto e a eletrificou para ser exposta em seu estande no Salão de Nova York 2018. O veterano modernizado serve de anúncio para o primeiro carro totalmente elétrico da marca, parte do Grupo BMW, daqui a um ano. O Mini em questão é baseado em um dos últimos modelos da antiga marca. O clássico foi lançado em 1959 e saiu de linha antes de ser comprado e reinventado pela alemã. Uma destas relíquias foi totalmente restaurada, recebendo um motor elétrico e um pacote de 30 baterias de íons de lítio com autonomia para 105 quilômetros e velocidade máxima de 120 km/h.

Mercedes-Benz atualizou linha Classe C, incluindo as versões AMG

Mercedes-Benz Classe C Cabriolet no Salão de Nova York 2018
Mercedes-Benz | Divulgação

A Mercedes-Benz levou atualizações do Classe C Coupe e Cabriolet ao Salão, além do esportivo Mercedes-AMG C43. Os lançamentos dão sequência ao sedã da série, que foi atualizado para o Salão de Genebra, que ocorreu no início do mês. As mudanças incluem nova grade dianteira com barra única para os modelos padrão, e grade dupla para os preparados pela AMG.

A maioria das diferenças, entretanto, não salta aos olhos: os faróis são inteiramente em LEDs; a tela do sistema de infotenimento passou a ter 10,2 polegadas e integração com smartphones; e o pacote de assistência à direção Intelligent Drive, do Classe S, oferece mais segurança aos ocupantes. Quanto à motorização, o 2.0 turbo de quatro cilindros passou a oferecer 258 cv de potência, um ganho de 14 cv, e 38 kgfm de torque. Já no 3.0 V6 que equipa o C43 AMG, o aumento foi de 23 cv, chegando aos 390 cv de potência e 53 kgfm de torque.

Mercedes-AMG C 63 2019 no Salão de Nova York 2018
Mercedes-Benz | Divulgação

Quem também mostrou as caras foi a famigerada linha Mercedes-AMG C 63, que também recebeu atualizações. A família de esportivos de alta performance conta com as configurações sedã, perua, cupê e conversível. Todas receberam um novo interior com foco na “individualidade”, segundo a marca. No motor, a novidade é a transmissão Speedshift de nove velocidades com embreagem wet start-off. O propulsor 4.0L V8 turbo também recebeu ajustes e é oferecido com duas opções de potência: 483 cv ou 517 cv.

Toyota exibiu novo RAV4 e Corolla hatch 2019

Outro destaque do Salão de Nova York 2018 foi o novo Toyota RAV4, que chega à quinta geração. O comprimento total é ligeiramente menor, mas a distância entre eixos aumentou em 3 cm, oferecendo mais espaço para os ocupantes do banco traseiro. O utilitário será oferecido com duas opções de motorização 2.5 de quatro cilindros: a híbrida dificilmente aparecerá no Brasil. Provavelmente, receberemos apenas a versão a gasolina, com uma nova transmissão automática de oito velocidades. Ainda não há mais informações quanto aos detalhes técnicos.

A japonesa também exibiu o Toyota Corolla hatch 2019, conhecido como Auris na Europa. A japonesa apostou na diversão ao dirigir no novo modelo, rebaixando em 2 centímetros o centro de gravidade. A plataforma utilizada no compacto também é a TNGA modular aplicada ao Prius, C-HR e Camry. Esta será a mesma estrutura aplicada à nova geração do sedã. A cabine recebeu um novo design e uma tela sensível ao toque de 8 polegadas compatível com Apple CarPlay. A configuração hatch do sedã dificilmente virá para o Brasil, mas serve para antecipar a nova geração do sedã.

Audi lança novo RS5 Sportback

É a primeira vez que o Audi RS5 aparece na configuração Sportback que se tornou clássica na época dos muscle cars com Ford Mustang e afins. Debaixo do capô do cupê esportivo, um propulsor 2.9 TFSI V6 twin turbo oferece 450 cv de potência e 61 kgfm de torque. Assim, o RS5 Sportback alcança 100km/h em 3,9 segundos e tem velocidade máxima de 280 km/h. O design da carroceria buscou enfatizar o aspecto esportivo da novidade, com curvas dinâmicas e superfícies atléticas, além de um capô comprido. A configuração exibida no Salão de Nova York 2018, entretanto, é exclusiva para os mercados dos Estados Unidos e Canadá.

Volkswagen exibe picape conceito

A alemã Volkswagen, por sua vez, levou o conceito de uma nova picape para o Salão de Nova York 2018. A Tanoak foi baseada no Atlas, utilitário esportivo de sete lugares e até então o maior veículo que a fabricante fez sobre a plataforma modular MQB (Golf, T-Roc, Tiguan, Jetta). O conceito, entretanto, é ainda maior que o SUV fabricado nos Estados Unidos, com 40 centímetros a mais de comprimento, chegando a 5,43 m no total. Será a primeira picape feita sobre a MQB.

A dianteira da novidade, inclusive, se parece bastante com a do SUV de que deriva. A exceção fica para a grande frontal, que recebeu um para-choque robusto, onde se lê “Atlas”. As molduras em LED, tanto na dianteira quanto na traseira, por sua vez, ainda reforçam o aspecto conceitual do veículo que, ademais, é esperado como versão de produção oriunda da mesma fábrica que o irmão. O motor também será o mesmo: um VR6 de 280 cv de potência e 37 kgfm de torque.

Devido ao seu tamanho, a Tanoak dificilmente aparecerá por aqui.

Kia revela modelo 2019 do sedã K900, ou Quoris no Brasil

A sul-coreana Kia levou o novo K900 para o Salão de Nova York 2018. Segundo a própria, o nome é a única coisa que foi mantida no veículo. O estilão reservado, entretanto, também continua presente no sedã da marca. Depois de muitos anúncios feitos pela mesma na antecipação do lançamento, só restava uma informação a ser revelada: o motor é um 3.3 L V6 twin-turbo que oferece 370 cv de potência e 52 kgfm de torque, aliado a uma transmissão automática de oito velocidades.

No Brasil, o sedã topo-de-linha é vendido como Quoris. Segundo a Kia do Brasil, se a novidade aparecer por aqui, manterá o nome. Isto não deve ocorrer, também segundo a própria, antes do ano que vem.

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário