Dois anos de solidão

Por AutoPapo17/04/17 às 16h05

Há exatamente dois anos o mundo perdia uma das maiores figuras da literatura do século XX: Gabriel García Márquez. Vencedor do Prêmio Nobel, o colombiano tem uma história curiosa com os automóveis.

O escritor guiava um Opel branco 1962 em uma viagem rumo à Acapulco com a família. No meio do caminho, uma frase “bateu” na cabeça de García Márquez. Aturdido, resolveu pegar o carro, dar meia-volta e mergulhar no trabalho.

À época, para cobrir despesas básicas enquanto o patriarca escrevia, a família teve de vender o veículo. A recompensa? Cem Anos de Solidão, o grande clássico do escritor. Gabriel García Márquez morreu aos 87 anos e sempre gostou de automóveis, tendo sido feliz proprietário de um Ford Mustang vermelho 1964 e de um BMW Série 3 ano/ modelo 1988.

A ilustração abaixo faz parte de Gabo: Memórias de Uma Vida Mágica, que conta, em quadrinhos, a história do laureado autor. A obra, de Óscar Cordoba, foi publicada pela editora Rey + Naranjo.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário