EcoSport foi para a Califórnia

Novo SUV tenta conquistar EUA, mas também precisa recuperar o mercado perdido no Brasil

Por AutoPapo15/11/16 às 17h31

A Ford revelou o aguardado EcoSport 2018 no Salão de Los Angeles. O modelo tem sangue brasileiro e foi o primeiro a surfar na onda dos utilitários compactos do país. Dominando as vendas do segmento por muitos anos a partir de seu lançamento, em 2003, o SUV tropeçou nas atualizações – e na concorrência – e agora tem muito a recuperar. Mas antes de voltar com a força da nova geração, a Ford quer emplacá-lo no mercado norte-americano.

(Ford/Divulgação)

Talvez seja irônico que, no ano do que pode ser chamado de “Salão do SUV”, em São Paulo, o Ecosport não tenha marcado presença na mostra brasileira. Chegou até a ser cogitado, mas no fim não apareceu. Não faltam concorrentes para o EcoSport: Jeep Renegade, Renault Duster, Chevrolet Tracker e os recém apresentados Honda WR-V, Renault Captur, Hyundai Creta.

A Ford fez com o Ecosport a primeira apresentação de um veículo no Snapchat do mundo. Embora a montadora não confirme, o Autos Segredos, parceiro do AutoPapo, apurou que o novo EcoSport chega por aqui no ano que vem.

Entre as mudanças está a nova dianteira, inspirada no Edge e que conta com capô, para-choque, faróis e para-lama redesenhados. A grade frontal recebeu acabamento cinza e formato trapeizodal, enquanto os faróis se tornaram mais estreitos. Os faróis auxiliares receberam destaque, e sobre o para-choque vê-se uma extensão do peito de aço, em formato abaulado.

Debaixo do capô, a opção de motor 1.6 será abandonada e substituída por um 1.5 de 3 cilindros e 12V para as versões de entrada. Estimam-se em torno de 130 cv de potência, um número similar ao alcançado pelo 1.6 atual. As configurações mais incrementadas continuarão com o já conhecido 2.0.

Quanto à cabine, as mudanças se concentraram no painel. Há um novo quadro de instrumentos, equipado com uma tela digital, e as saídas de ar foram posicionadas abaixo da central de infotenimento, que rege todo o conjunto. A central estará presente em todas as versões, mas com funções variadas. Na versão SES, a Ford também introduziu detalhes em bronze na cabine – pelo menos no mercado americano.

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário