Emplacamento de carro: saiba como fazer

Em 2018, mais de 1,5 milhão de automóveis foram emplacados no Brasil; listamos os documentos e processos necessários para o registro de veículo 0km

Por Laurie Andrade29/10/18 às 15h50

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), mais de 1,5 milhão de automóveis foram emplacados no Brasil de janeiro a setembro deste ano. Apesar de ser um processo comum e necessário, muitos motoristas ainda têm dúvidas quanto o emplacamento de carro novo. Explicamos como o processo funciona, para que você consiga realizá-lo sozinho e economize o dinheiro do despachante.

É preciso considerar que os emplacamentos são de responsabilidade do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e que, por essa razão, variam em cada Estado. Antes de dar início ao pagamento das taxas, entre no site do Detran (links abaixo) e confira o passo a passo exato para a sua região.

No geral, não há mistério. Ao comprar o automóvel, retire os documentos na concessionária (nota fiscal do veículo e decalque do chassi). Depois, para realizar o emplacamento de carro, é preciso registrar o veículo. Os consumidores têm até 30 dias depois da emissão da nota fiscal para conseguir o documento.

Atenção! O primeiro registro não assegura o direito de transitar sem identificação.

O Código Brasileiro de Trânsito (CTB) afirma que só é permitido circular com o veículo sem placa do local da compra do veículo para o local de emplacamento. Isso no período de até 15 dias (contados a partir da data de emissão da nota fiscal).

Depois desse prazo, a ausência de identificação é considerada infração gravíssima com multa e apreensão do veículo.

Registro feito, é preciso procurar o Detran ou a Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) para dar início ao processo de emplacamento de carro. Lembre-se de comparecer ao departamento com todos os seus documentos e os do veículo.

Documentos necessários para emplacamento

  • Nota fiscal do veículo;
  • Decalque do número do chassi original;
  • Cópia e original da carteira nacional de habilitação ou RG do proprietário;
  • Cópia e original do comprovante de endereço (emitida há, no máximo, 3 meses);
  • Cópia e original do contrato assinado por todas as partes (caso o veículo seja financiado).
Saiba quais são os documentos e procedimentos necessários para o emplacamento de carro em todos as unidades federativas do Brasil.
Foto Shutterstock | Reprodução

Preencha o formulário do Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM), pague as taxas do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e do Seguro do Trânsito – Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT).

Boletos pagos, basta se dirigir ao setor responsável pela emissão de Certificado de Registro do Veículo (CRV). Por fim, vá até um dos pontos de emplacamento do Detran mais próximo.

A reportagem entrou em contato com três empresas especializadas da região sudeste para confirmar o valor cobrado por um despachante para realizar o primeiro emplacamento de carro. O valor médio encontrado foi de R$ 520.

Taxas a serem pagas no emplacamento de carro

  • Primeiro Registro do Veículo no Estado;
  • Taxa referente ao emplacamento e lacração;
  • IPVA;
  • Seguro obrigatório|DPVAT;
  • Personalização de placas (opcional).

Sobre o registro de veículo 0km ou emplacamento de carro

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário