Fiat Bravo T-Jet

Ando meio desligado

Por Sérgio Melo02/04/16 às 14h23

Pontos positivos: Consumo / Potência / Acabamento

Pontos negativos: Estilo / Atraso turbo / Teto baixo

Veículos turbo sempre foram sinônimo de altíssimo desempenho, mas essa não é a proposta do Bravo T-Jet. Seguindo o downsizing, a ideia é obter a mesma potência dos modelos convencionais, mas com motores menores, mais leves e econômicos. Enquanto as versões 1.8 do Bravo produzem 132cv, o 1.4 T-Jet, com turbina que força a entrada de mais mistura combustível dentro dos cilindros, oferece 152cv.

(Fiat/Divulgação)

ESTILO

Muito arredondado, foge à preferência brasileira pelas linhas retas e vincos bem marcados. Por dentro, materiais de boa qualidade e bom acabamento. O forro do teto, no entanto, deveria ser mais claro, pois o preto adotado deixou o ambiente muito pesado. Ótimo espaço para quem vai na frente, mas razoável na traseira, com teto baixo que incomoda os mais altos.

CORAÇÃO

O atraso entre a aceleração e a reposta, a instabilidade de potência próximo da entrada da turbina e a pouca força em baixas rotações são problemas. O botão Over Booster, que eleva a pressão da turbina e deixa a direção mais firme, proporciona desempenho mais esperto e mais firmeza. Com ela desligada, o carro fica manso, econômico, lento e leve nas manobras.

TRANSMISSÃO

Manual de seis velocidades com relações bem escalonadas. As mudanças são precisas, mas não tão suaves. A embreagem tem que ser completamente acionada, até o pedal encostar no tapete, para facilitar as trocas.

SUSPENSÃO, ESTABILIDADE E FREIOS

No asfalto é confortável, mas em pisos irregulares pula muito. Em compensação, a estabilidade é ótima. O sistema de freios é eficiente, com discos nas quatro rodas, gerenciamento eletrônico e ABS.

SEGURANÇA

Destacamos controle eletrônico de estabilidade, chave com telecomando e Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, além de cintos de segurança de três pontos e encosto de cabeça para todos os ocupantes. Como opcionais, há volante multifuncional, recurso handsfree, GPS e sistema de comandos de voz com sugestões verbais e por escrito de algumas das funções.

MIMOS

Ar-condicionado de duas zonas com saída para quem vai atrás, computador de bordo, iluminação para maçanetas e console, piloto automático, auxiliar de partida em rampas e sensor de estacionamento traseiro. Opcionalmente, sensores dianteiros, que quando começam a apitar junto com os traseiros deixam qualquer um doido. Só com o tempo você se acostuma.

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário