Fiat Mobi tem desempenho desastroso em crash test

Subcompacto da Fiat recebe apenas uma estrela, de cinco possíveis, considerando a proteção para adultos. Crash test também avaliou van da Chevrolet fabricada na China e o Kia Rio sedã

Por AutoPapo01/08/17 às 13h32

O Fiat Mobi, um dos carros mais vendidos do Brasil, foi reprovado no teste de impacto realizado pelo Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e Caribe, o Latin NCAP. O compacto recebeu apenas uma estrela (de cinco possíveis) para a proteção dos ocupantes adultos e duas estrelas para a proteção de crianças.

O resultado frustra os planos da Fiat que, depois de um início fraco das vendas do subcompaco, conseguiu elevar a comercialização nos últimos meses, emplacando o Mobi entre os 10 modelos mais vendidos.

Desde que o Latin NCAP passou a submeter os veículos brasileiros ao teste de impacto lateral, os resultados dos nossos veículos são péssimos. O Chevrolet Onix, mais vendido do Brasil, não conseguiu nenhuma estrela das cinco possíveis na proteção para adultos.

Crash test com o Fiat Mobi

Mais: Veja como foi o fracasso do Chevrolet Onix

O presidente da Comissão Diretora do Latin NCAP, Ricardo Morales Rubio, se diz preocupado, pois na análise dele, os governos da América Latina seguem indiferentes e não buscam melhorar a legislação de proteção veicular. “Faço um chamado aos nossos governantes, fabricantes e a sociedade para podermos continuar a trabalhar juntos a respeito disso, adotando uma posição firme sobre a segurança dos carros comercializados em nossos países”, conclama Rubio.

No teste de impacto lateral, o Mobi mostrou “alta penetração”. De acordo com o Latin NCAP, a ausência de airbags laterais e a estrutura ruim do modelo explicam a baixa pontuação obtida.  A porta traseira se abriu no impacto lateral, o que expõe os ocupantes a riscos potenciais. A falta de cintos de segurança de três pontos em todas as posições dos bancos, bem como o fato de não contar com ancoragens ISOFIX padrão preocupa o Latin NCAP, já que isso limita a instalação dos Sistemas de Retenção Infantil foram preponderantes para o fracasso.

Crash test de impacto lateral do Mobi foi desastroso

Resposta da fabricante do Mobi

A Fiat enviou a seguinte nota para justificar a nota baixa:  “A Fiat Chrysler Automóveis informa que seus veículos comercializados no Brasil atendem a todas as normas técnicas vigentes de segurança. Salienta, ainda, que apoia toda e qualquer iniciativa que sinalize trânsito e veículos mais seguros, a exemplo do primeiro automóvel brasileiro equipado com air bag e do primeiro modelo 1.0 dotado de freios ABS, ambos produzidos e comercializados pela empresa.”

Chevrolet N300

Outro modelo avaliado foi a Chevrolet N300, produzida na China, mas que não é comercializada no Brasil. A van não recebeu nenhuma estrela. Apresentou fraca proteção no teste de impacto frontal, ganhando zero estrela para a proteção do ocupante adulto e uma estrela para a proteção do ocupante criança. A falta de airbags e a estrutura instável explicam o alto risco de lesões registrado. A proteção dos ocupantes crianças também foi fraca, o veículo contava com cintos de segurança de dois pontos em dois dos três bancos da segunda fileira (onde são instaladas as cadeirinhas de crianças). Não conta com ancoragens ISOFIX e carece completamente de instruções sobre a instalação adequada dos Sistemas de Retenção Infantil (SRIs). O teste de colisão lateral foi feito a pedido do fabricante, mostrando proteção marginal para o tórax do adulto. Ambas as portas laterais do lado impactado se abriram no teste de colisão.

Chevrolet N300 produzida na China

Kia New Rio Sedan

O sedã da Kia, o Rio, que deve chegar ao Brasil em 2018, teve o desempenho menos pior. Fabricado no México, ganhou duas estrelas para a proteção do ocupante adulto e duas estrelas para a proteção do ocupante infantil. Oferece um airbag para o motorista como padrão. A estrutura na batida frontal foi considerada estável, mostrando um bom desempenho no impacto lateral; contudo, a falta de airbags laterais limitou sua capacidade para proporcionar uma melhor proteção. O modelo não conta com freios ABS nem Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) como equipamento padrão, A falta de ancoragens ISOFIX, de cintos de três pontos em todas as posições de assentos, os problemas quanto à instalação dos SRIs e as instruções de instalação limitadas para os SRIs explicam as duas estrelas obtidas para a proteção da criança.

Kia Rio sedã recebeu duas estrelas para adultos e duas para crianças

Assista ao crash test do Fiat Mobi

Assista ao teste que fizemos com o Mobi Way

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário