Ford Focus

Um fastback focado

Por Sérgio Melo02/04/16 às 18h35

Pontos positivos: Acabamento / Conteúdo / Segurança

Pontos Negativos: Consumo / Programação da transmissão / Falta botão controle de tração

Bastam poucos minutos com o Ford Focus Fastback para perceber que se trata de um veículo diferenciado. O motor tem força de sobra, a transmissão é muito suave, o silencio a bordo impressiona e, na suspensão, quanta diferença! Além de proporcionar elogiável estabilidade, é muito confortável, bem ao gosto americano que não aceita ficar “socando” em pisos irregulares. O conjunto traseiro, do tipo multilink, é o estado da arte em engenharia automotiva. No interior, conforto para cinco ocupantes e bom porta-malas com 421 litros.

O motor 2.0 flex, que entrega 178cv de potência e torque de 22,5 kgfm, conta com sistema que injeta o combustível diretamente dentro da câmara de combustão, (injeção direta), e partida a frio sem “tanquinho”, que dispensa a preocupação de manter o reservatório abastecido. A velocidade máxima é de 206km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 9,2 segundos.

A transmissão de seis marchas e dupla embreagem também é moderna e garante mudanças rápidas e suaves. No entanto, a programação não aceita reduções manuais que possam levar o motor a rotações próximas do seu limite de giro, normalmente necessárias para concluir uma ultrapassagem de risco ou para condução esportiva. Depois das primeiras surpresas com essa rebeldia, o jeito é adotar uma postura mais conservadora ao volante. Outro detalhe negativo é a ausência de botão para desativar rapidamente o controle de tração.

A direção elétrica variável, leve nas manobras e firme na estrada, isola bem o motorista das vibrações das rodas. Embora a versão testada não disponha de frenagem autônoma, presente apenas na mais completa, vale citar essa modernidade, que evita colisões até os 20 km/h e reduz os danos em velocidades superiores, sem qualquer intervenção do motorista.

O QUE É?

Sedã médio com quatro portas. A nomenclatura fastback (traseira rápida) vem da caída contínua do perfil do veículo, desde o teto até a extremidade final da tampa do porta-malas.

ORIGEM

Argentina.

ACABAMENTO

O acabamento é bom, com interior moderno e aconchegante, materiais de boa qualidade e montagem primorosa. Elogios para a disposição dos comandos como no cockpit de um veículo de competição, com fácil visualização e acionamentos.

SEGURANÇA

A presença de controles de tração e estabilidade em todas as versões, assim como a disponibilidade de airbags complementares laterais e de cortina nas mais completas, deixa clara a opção do fabricante por oferecer elevada segurança no veículo.

CONTEÚDO

O conteúdo é elogiável. A versão mais simples, SE, conta com transmissão automática, direção elétrica, rodas em liga, controles de estabilidade e tração, assistente de partida, supervisão de pneus, som com Bluetooth e comandos por voz, sensores crepuscular e de chuva e assistente de emergência. A SE Plus acrescenta ar-condicionado digital de duas zonas, airbags laterais dianteiros, sensor de estacionamento traseiro, piloto automático e borboletas no volante. Na Titanium adicione multimídia com tela touch de 8”, airbags de cortina e, acesso/partida sem chave. A Titanium Plus completa a obra com assistentes de frenagem autônoma e de estacionamento, sensor de estacionamento dianteiro, assento do motorista elétrico e teto solar.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário