Hyundai Creta: mais um na farra dos SUVs

Por Daniel Camargos10/03/17 às 13h49

O Creta não se fez de rogado. O recém-lançado SUV compacto da Hyundai nem bem chegou ao mercado e já desbancou Renault Duster e Ford EcoSport – dois veteranos do segmento. Até agora, no acumulado do ano, o utilitário da fabricante coreana teve 3.531 unidades emplacadas. Nada mal para quem acabou de fincar bandeira em território atualmente dominado por Honda HR-V e Jeep Renegade.

Comercializado em cinco versões, custando entre R$ 72.990 e R$ 99.490, o Creta conta com duas opções distintas de motorização: 1.6 flex de 130 cv de potência e 16,5 kgfm de torque e 2.0 flex de 165 cv e 20,5 kgfm. A transmissão pode ser manual de seis marchas (somente para as versões equipadas com motor 1.6) ou automática de seis velocidades.

Produzido na planta da Hyundai em Piracicaba (SP), o modelo tem nome inspirado na maior ilha grega. Apesar do nome pomposo, não há, em seu visual, características marcantes que o justifiquem. O design, baseado na identidade global da marca, traz linhas modernosas demais, o que torna o SUV um tanto cansativo e genérico. Sua dianteira, por exemplo, se assemelha à do grandalhão Santa Fe – o que não é, de forma alguma, um trunfo. Na traseira, destaque apenas para a pequena barra cromada acima da placa. De resto, tudo muito igual ao que já estamos acostumados a ver por aí. Algumas configurações ainda podem contar com faróis com projetores e luz diurna de LED, além de faróis de neblina e rodas de liga-leve 17”. Nada que altere o resultado.

Essa falta de élan, de arrebatamento imediato ao se ter um vislumbre do Creta, pode ser vantajosa. Quem gosta de veículo elegante, mas que passe discretamente pelas ruas e estradas, irá adorar o design do utilitário. O interior também é acometido pela falta de identidade. Tudo é muito parecido com o que os olhos já estão habituados a ver e a abundância de plástico duro irrita. No entanto, vale frisar que a disposição do painel de instrumentos é excepcional, facilitando bastante a vida do condutor.

Outro ponto de destaque é o conforto. O habitáculo é espaçoso, com bom número de locais para armazenar objetos, e os assentos são um primor em termos ergonômicos. Na versão topo de linha, Prestige, o banco do motorista ainda conta com sistema de ventilação. Já o porta-malas de 431 litros é generoso e não deixa nada a desejar aos concorrentes.

A central multimídia tem interface datada, mas é intuitiva e funciona perfeitamente. O pareamento dos smartphones com o sistema é rápido e também não há do que se reclamar quanto ao subsequente espelhamento via Apple CarPlay e Android Auto. A tela de 7” sensível ao toque é outro ponto positivo (infelizmente, ela só está presente na versão topo de linha).

De série, todas as versões do Hyundai Creta contam com sistema Stop & Go, direção elétrica progressiva, volante com regulagem de altura e profundidade, retrovisores externos com ajuste elétrico, vidros e travas elétricas e acionamento inteligente das luzes de direção. Em termos de segurança, o SUV conta com seis airbags na versão Prestige e dois para as demais configurações, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, gerenciamento de estabilidade e sinalização de frenagem de emergência (exceto na configuração Attitude).

De acordo com os testes do Inmetro, o consumo do modelo equipado com motor 1.6 e transmissão manual é de 10,4 km/l (gasolina) e 7,6 km/l (etanol) em trajetos urbanos. Na estrada, os resultados são: 8,2 km/l (etanol) e 11,7 km/l (gasolina). Com câmbio automático os números são de 10,1 km/l (G) e 7,1 km/l (E) no circuito urbano e 11,3 km/l (G) e 8,2 km/l (E) no rodoviário. No 2.0, sempre com transmissão automática, o consumo na cidade é: 6,9 km/l (etanol) e 10,0 km/l (gasolina). Na estrada: 8,2km/l (E) e 11,4 km/l (G).

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário