Hyundai quer comprar FCA em breve

Grupo sul-coreano está planejando a aquisição da marca italiana dentro de um ano, antes que o CEO, Sergio Marchionne, deixe o cargo

Por AutoPapo29/06/18 às 18h06

A Hyundai quer comprar a FCA, segundo reportou o site norte-americano Autoblog, citando a publicação Asia Times. Segundo fonte anônimas consultadas por esta última, uma oferta deve ser feita dentro de um ano.

hyundai quer comprar fca logo
Hyundai, FCA | Divulgação

Um dos fatores que estão sendo considerados para a negociação é uma expectativa de que as ações do grupo FCA sofrerão uma desvalorização, tornando o momento mais oportuno. Outro, é que o CEO da companhia, Sergio Marchionne, está de saída marcada para o ano que vem.

Segundo o Asia Times, a Hyundai quer comprar a FCA antes que Marchionne deixe sua posição. A sul-coreana, entretanto, se negou a comentar os rumores.

Contudo, estipula-se que a marca asiática esteja interessada na rede de concessionárias da Chrysler, na marca Jeep e, provavelmente, também na Ram.

Como a negociação envolve bens de grande valor, é difícil determinar o que irá acontecer. Como analisa o Autoblog, há figuras poderosas envolvidas em ambas as empresas que podem dificultar certas decisões, como investidores e presidentes das companhias.

Além disso, há também obstáculos impostos pela administração de Donald Trump, que vê com maus olhos a diluição de investimentos norte-americanos com corporações internacionais.

Apesar disso, sabemos que a FCA – ou Fiat-Chrysler Automobiles – tem procurado parcerias já há algum tempo. Em agosto passado, a chinesa Great Wall chegou perto de fechar negócio pela Jeep que, segundo analistas, valeria mais que toda a FCA. A fabricante de SUVs de luxo, portanto, é a mais desejada do conjunto Fiat-Chrysler.

Já em março deste ano, foi a vez da Geely fazer uma oferta pela corporação. O fundador desta outra chinesa, Li Shufu, estava interessado em todo o conjunto da FCA. Sua oferta chegou a US$ 22 bilhões (R$ 70 bilhões, à época), mas foi rejeitada.

Aparentemente, a ítalo-americana está tentando vender suas marcas separadamente – ou em pequenos pacotes – para ganhar mais dinheiro. Se assim for, a Alfa Romeo e Maserati ficariam com a companhia, operando de forma semelhante à Ferrari.

Já Jeep e Ram, poderiam ser vendidas juntas, assim como a Fiat do Brasil. As três são as mais valiosas do grupo, segundo o próprio CEO, Marchionne. A Fiat do Brasil, inclusive, é vista por especialistas como a operação que salvou a Fiat de ir à falência em todo o mundo.

14 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Leandro 26 de setembro de 2018

    dica, olha o perfil de quem dirige um fiat e depois faça sua avaliação. veras que o publico é bem “diferenciado”, sem formação alguma. querem só preço e colocam a vida da familia em risco

    • Murilo Soares 6 de novembro de 2018

      Você é o tipo de gente que não faz falta no mundo.

  • Evandro 26 de setembro de 2018

    olha, pode reparar que todo cara que dirige fiat é classe baixa, pouca instrução, começa a reparar no transito. Ser humano normal e estudado não compra essa pseudo marquinha de carro, se no mundo ninguem, compra porque aqui seria bom? até carro chines é melhor que carroças da fca

  • Monica Engenheira 26 de setembro de 2018

    tive fiat por causa do preço baixo mas tomei na cabeça, essa porcaria tem problema eletrico, meu carro (sic …carroça) quase pegou fogo sozinha na garagem… tive que intervir e pedir ajuda de vizinho e fui no procom e tinha 15 queixa iguais a minha… ainda bem, que essa porcaria ta falida. nao vale 1 centavo.

  • luiz campos 26 de setembro de 2018

    fiat só faz carroça, ou pega fogo, ou cria borra de oleo no motor a cada acelerada. lixo puro mesmo como disse o colega … italiano é um brasileiro com um pouco mais de educação mas malandro igual…
    fiat, fui iludido agora é tarde!;;;; 9 em vendas no mundo..kkkkkk lixo dos favelados, periferia….

  • Dimaffei 1 de julho de 2018

    A primeira coisa que acontece quando o chinês compra alguma coisa é a queda de qualidade do produto depois vem a estagnação dos design em seguida a retirada do produto do mercado.

    • Eduardo Diario 25 de setembro de 2018

      qualidade a Fiat nunca teve, produz lixos populares e por isso é a 8 no mundo… não consegue vender carroça em mercados exitentes, e nem no Brasil consegue mais, fiat é a fabriqueta de polulares falida….

    • Silvio 26 de setembro de 2018

      chines compra e depois reduz qualidade, mas como reduzir qualidade de algo que não tem? fiquei curioso nesta questão. seria um tema para a prova do Enem?

    • Edir Lucena 26 de setembro de 2018

      mas como reduzir qualidade de algo que não tem? seria um tema para aprova do Enem?

  • Carlos 1 de julho de 2018

    Chineses.. agora, Sul Coreanos. Acredito que toda empresa tem seu preço e no mundo dos negócios, tudo está a venda, mas acho que FCA só vende se for um valor acima do Real. Não Acredito em aperto da FCA.

    • Eduardo Diario 25 de setembro de 2018

      fiat é sinonimo de carro pegando fogo.. problema eletrico.. lixo puro.

      essa fabriqueta ta falida pois só sabe fazer carroça mediocre, e agora té o zé da esquina faz carro melhor….
      mais, fiat é a fabriqueta de polulares falida….

      • Murilo Soares 6 de novembro de 2018

        Você deve ter doutorado e uma BMW…rs

    • valmor 26 de setembro de 2018

      ueeee, se esta mesma fca vende menos que marca chinesa, nao passa da 9 em venda mundias mesmo tendo preço baixo é porque é MUITO ruim mesmo. ta quebrada sim, só vendia bem no brasil pois o povo é analfabeto e pouco exigente, só procura preço e não qualidade

  • Erick 1 de julho de 2018

    O grupo FCA está valorizado graças à administração Fiat, pois a Mercedes qdo se uniu à Chrysler só fez besteiras.

Deixe um comentário