Kia Picanto

No aguardo da nova geração

Por AutoPapo02/04/16 às 13h55

A Kia anseia por reconquistar a fatia de mercado perdida. A fabricante coreana, que já figurou no top 10 no ranking de emplacamentos no Brasil, amargou o 15º posto em 2015. No entanto, a marca passa por processo de renascença. No ano passado, por exemplo, apostou suas fichas no reestilizado Picanto. Comercializado em duas versões, o hatchback estava meio deixado de lado, tristonho, até voltar a contar com opção de câmbio manual de cinco marchas.

(Kia/Divulgação)

Com essa transmissão o Picanto viu seu preço dar uma “barateada”. Saindo por R$ 39.990, e “completão”, o modelo reconquistou status de competitivo dentro de seu segmento. Para se ter ideia, a versão equipada com câmbio automático de quatro velocidades custa exatamente R$ 10 mil a mais.

Desde que chegou ao Brasil, o modelo da Kia gozou de certa popularidade, tanto por seu pacote generoso de itens de série e bom custo-benefício quanto por seu nome sugestivo para rapazotes que cursam a 5ª série do Ensino Fundamental. A nomenclatura advém da palavra italiana “piccante”. Não é nem difícil traduzir para o português, é só tirar um “c” que você já tem o significado.

O subcompacto pode não ser tão apimentado ou esperto na hora de pisar no acelerador, mas seu desempenho é razoável e a economia de combustível é seu principal trunfo. Primeiro modelo a ser vendido no Brasil com motor 1.0 de três cilindros, o Picanto ainda é empurrado por propulsor nestes moldes. Se no início só gasolina era admitida no tanque de combustível, agora o etanol também é amigável ao motorzinho, que gera 80cv de potência a 6.200rpm e 10kgfm de torque no álcool.

Como já mencionado, o grande chamariz do Picanto são seus itens de série. O subcompacto já vem com direção elétrica, ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos, rádio com CD e MP3, entrada USB e auxiliar e controles no volante, assento do condutor com regulagem de altura e outros mimos. Essa pimenta vale ou só vai no salzinho mesmo?

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário