Versão mais potente do MINI Countryman chega ao Brasil

Invocada, John Cooper Works vem equipada com motor 2.0 de 231 cv de potência e 35,6 kgfm de torque

Por AutoPapo09/11/17 às 13h44

A MINI anunciou a chegada da versão mais invocada do Countryman. A John Cooper Works custa módicos R$ 213.950. O modelo vem equipado com motor 2.0 turbo, que entrega 231 cv de potência de 5.000 a 6.200 rpm e 35,6 kgfm de torque de 1.450 até 4.500 rpm. O turbocompressor gera pressão de 2,2 bar. A transmissão automática Steptronic é de oito velocidades. O conjunto é capaz de levar o veículo de 0 a 100 km/h em 6,5 segundos. A velocidade máxima é de 234 km/h.

O motor tem pistões novos e a refrigeração foi melhorada. O sistema de freios do MINI Countryman John Cooper Works é cortesia da Brembo. Traz discos de pinça fixa e quatro pistões nas rodas dianteiras. O modelo ainda com com tração integral acoplada ao controle dinâmico de estabilidade.

Mini Countryman John Cooper Works
Mini Countryman chegou ao Brasil um pouco maior, logo no início do ano

O MINI Countryman John Cooper Works conta com três tipos distintos de condução. No modo Sport a calibragem da suspensão é ajustada para comportamento mais dinâmico. O estilo Mid oferece mais conforto para os ocupantes. Já o Green otimiza o consumo de combustível. Neste modo, de acordo com a marca, a tração integral é desacoplada entre 50 km/h e 160 km/h, logo que o condutor tira o pé do acelerador.

Visualmente destacam-se a grade dianteira do tipo colmeia. No interior, destaque para os emblemas que fazem alusão à configuração JCW e para os apliques em vermelho. Há inúmeras opções de combinação de cores no habitáculo. O teto pode vir tanto em preto quanto em vermelho. O modelo ainda conta com ar-condicionado digital automático de duas zonas, câmera de ré, direcionais, Head Up display e sistema de áudio da Harman-Kardon.

Mini Countryman John Cooper Works

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário