Mitsubishi Lancer

Discreto charme esportivo

Por AutoPapo04/04/16 às 15h58

Entre os 21 modelos que disputam o povoado mercado de sedãs médios no Brasil o Mitsubishi Lancer não tem muito destaque. Ocupa apenas a décima-terceira posição, considerando o acumulado dos três primeiros meses deste ano. Enquanto emplacou pouco mais de 200 unidades, vê os seus conterrâneos japoneses – Toyota e Honda – venderem milhares de Corollas e Civics.

(Mitsubishi/Divulgação)

Fabricado na unidade de Catalão, em Goiás, o Lancer chega na linha 2016 oferecido em quatro versões: MT, HL, HLE e GT e com pequenas mudanças na grade frontal e no para-choque dianteiro. Contudo, as mudanças não foram colocadas em prática na versão topo de linha, a GT.

Todas as versões são equipadas com o motor 2.0 a gasolina de quatro cilindros e 16V que desenvolve 160 cv a 6.000 rpm e torque de 20,1 kgfm a 4.200 rpm. A transmissão é manual de cinco velocidades somente na versão de entrada. Nas demais ela é automática do tipo CVT e simula seis marchas no modo manual.

O modelo oferece uma nova central multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque em todas as versões – com o acréscimo de GPS na HLE e na GT. Com 4,57 m de comprimento, 1,76 m de largura, 1,49 m de altura e 2,63 m de entre-eixos o sedã tem porta-malas com capacidade para 413 litros.

ESPORTIVO Há ainda a versão esportiva do Lancer, a Evolution X, preparada por John Easton exclusivamente para o mercado brasileiro. Externamente, recebe uma nova pintura na moldura do parachoque dianteiro e rodas na cor grafite. O motor de 340 cv é preparado na Inglaterra pelo próprio John Easton.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário