Nissan GT-R

O monstro japonês

Por AutoPapo02/04/16 às 18h43

Godzilla! O apelido dado por jornalistas australianos na década de 1980 para o Super Esportivo GT-R da Nissan não poderia ser melhor. Afinal, o monstro japonês incrivelmente forte e que destruía tudo à sua frente tem tudo a ver com o veículo de mesma nacionalidade, com motor poderoso e que vem conquistando cada vez mais mercado entre os famosos concorrentes italianos e alemães. Também pudera, custa menos da metade de alguns e oferece resultados às vezes até melhores, como na pista de Nürburgring onde é o veículo de série mais rápido entre todos os que já estiveram lá.

Mas não se assuste. Ele pode ser domado com facilidade. Ajustando-se os gerenciamentos eletrônicos da transmissão, suspensão e tração na posição conforto por meio de botões no painel, ele é manso com um carrinho familiar. Agora, cá entre nós, eu aconselharia colar os controles nessa opção, pois caso contrário o Godzilla acorda e vai te assustar. Na posição Racing basta cutucar o acelerador que ele salta como se tivesse garras cravadas no asfalto e sai rasgando. Nas curvas se torna um kart, copiando cada ondulação do piso e só escorrega muito além do esperado.

O coração é um motor 3.8 V6 com 552 cavalos e incrível força de 64 quilos de torque. A transmissão, com dupla embreagem e seis marchas, fica na traseira para melhor distribuição de peso. O gerenciamento da força enviada para cada roda é feito por meio de uma caixa de transferência central, que divide a potência entre os diferenciais dianteiro e traseiro.

Por fim, a pior notícia: por enquanto a marca não pretende importá-lo oficialmente. Nos USA ele custa US$ 101.770. Por aqui, em importadores independentes, sem adequações à realidade brasileira do combustível estima-se que o preço acabe próximo de R$ 600.000,00.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário