Nissan volta a produzir automóveis no Japão

Fabricante enfrenta escândalo que diz respeito a falhas nas inspeções de seus veículos; cinco das seis plantas da empresa no Japão retomaram suas atividades

Por AutoPapo08/11/17 às 16h41

Depois de ter sido implicada em escândalo que envolvia falhas nas inspeções de seus veículos, a Nissan interrompeu, no dia 19 do mês passado, a produção de automóveis destinados ao mercado japonês. Ontem (7), o Ministério dos Transportes do Japão deu sinal verde para que a fabricante retomasse as atividades normais em cinco de suas seis plantas no país.

O escândalo acabou em recall de 1,2 mi de veículos da Nissan, que tiveram ou terão de passar por nova inspeção de qualidade. Fábrica operada pela Kyoto Auto Works ainda aguarda autorização do Ministro dos Transportes para retomar a produção. A fabricante garantiu que já tomou as medidas necessárias para respolver os problemas que levaram à suspensão das atividades.

Este é mais um escândalo de fraude que envolve uma companhia japonesa. A Kobe Steel, terceira maior siderúrgica do Japão e uma das maiores do mundo, admitiu ter falsificado relatórios de inspeção por pelo menos 12 meses, até agosto deste ano. A empresa também disse que o mesmo já deveria estar sendo feito por mais de uma década.  Toyota, Honda, Nissan, Mitsubishi, Subaru, Kawasaki e Mazda fazem parte da lista de companhias que recebem o aço da empresa. A Boeing também está lista de clientes, bem como a operadora de trens-bala JR Tokai.

A Takata, fabricante de airbags, é responsável pelo maior recall da história da indústria automobilística. Seus deflagradores defeituosos já fizeram ao menos 19 vítimas no mundo. A Mitsubishi, que hoje faz parte da aliança Renault-Nissan, admitiu ter manipulado testes de consumo de combustível de seus automóveis.

Conceito Nissan IMx


VEÍCULOS RELACIONADOS

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Para enviar um comentário é necessário se identificar Utilize uma das opções abaixo: Faça login com sua conta AutoPapo... ... ou informe os dados abaixo: