Novo Civic começa a ser vendido no final de agosto

Com traseira mais alta e ares de cupê, sedã parte de R$87.9 mil

Por AutoPapo21/07/16 às 17h29

A Honda exibiu a nova geração do Civic e revelou os mistérios que os fãs do sedã desejavam saber. O primeiro é o preço. A versão Sport começa a ser vendida por R$ 87,9 mil e a mais cara, a Touring, chega a R$ 124,9 mil. Assustou? Não arregale tanto os olhos, reduza o franzido da testa – faz mal e provoca rugas – e saiba os motivos que levam a montadora japonesa a acreditar que a décima geração do sedã fabricada na planta de Sumaré (SP) vale tudo isso.

Na apresentação estática (jornalistas não dirigiram o carro), os executivos da Honda anunciaram as vendas para depois do final das Olimpíadas, no dia 25 de agosto, e exibiram as novas linhas do sedã, que é idêntico a décima geração já vendida nos Estados Unidos.

O destaque é a traseira alta, com lanternas grandes invadindo o porta-malas e um jeitão de cupê, mas por mais que ele tenha mudado a aparência o que assusta na primeira impressão é o preço, pois não foi possível acelerar o carro e avaliar se o rendimento do motor, acerto da suspensão e conforto justificam os milhares de reais. Na nona geração, o Civic mais barato nas concessionárias custa R$ 75,7 mil e o mais caro R$ 94,1 mil. Ou seja, aumentou nas duas extremidades.

(Honda/Divulgação)

O que também aumentou foi o tamanho. O sedã ficou com jeito de cupê e está maior e mais largo que a geração anterior. Cresceu 11cm no comprimento chegando a 4,63m; 5cm de largura somando 1,80m e mais 4cm no entre-eixos passando para 2,70m. Se não foi possível dirigir, a reportagem do AutoPapo sentou nos bancos dianteiros e traseiros e atesta que o conforto que já era bom ficou melhor. Importante destacar que o porta-malas, que tinha capacidade para 449 litros, passou para 519 litros em todas as versões – com exceção da Sport, que é maior: 525 litros.

É, sem dúvida, um dos lançamentos mais esperados do mercado automotivo brasileiro neste ano. O Civic protagoniza com o Toyota Corolla a disputa pela liderança do segmento dos sedãs médios. No primeiro semestre deste ano, porém, o modelo da Honda foi coadjuvante. Emplacou 8.607 unidades ante 31.891 do rival. Trocando em miúdos: apenas 12,52% contra 46,4% do segmento dominado pelo sedã da Toyota.

Além do conterrâneo, os modelos menos caros do Civic brigarão pela preferência dos consumidores com Chevrolet Cruze, VW Jetta, Nissan Sentra e Citroën C4 Lounge. Porém, a versão topo de linha tem preço para disputar a preferência com os chamados premium, do naipe de Mercedes Class C, Volvo S60, BMW Série 3 e Audi A3 Sedan.

A décima geração do Civic oferece duas opções de motores: 2.0 flex e o estreante 1.5 turbo, que equipará a versão mais cara, a Touring. Eis os preços para cada versão:

Civic Sport 2.0 Manual – R$ 87.900

Civic Sport 2.0 CVT – R$ 94.900

Civic EX 2.0 CVT – R$ 98.400

Civic EXL 2.0 CVT – R$ 105.900

Civic Touring CVT – R$ 124.900

O propulsor 2.0, que entrega 155 cv de potência, está disponível nas versões EX, EXL e Sport. Terá a opção da transmissão continuamente variável (CVT) e com opção de borboletas no volante para trocar a simulação de sete marchas. No Sport, a caixa pode ser manual de seis velocidades.

A Honda estreia o motor 1.5, importado dos Estados Unidos. São quatro cilindros com turbo, injeção direta, variação de tempo de abertura de válvulas (VTC) e válvula wastegate eletrônica, gerando 173 cv a 5.500 rpm, com o torque linear de 22.4 kgfm entre 1.700 rpm a 5.500 rpm. O propulsor é acoplado a uma nova transmissão continuamente variável e só pode ser abastecido com gasolina.

De acordo com os executivos da Honda, as versões EX e EXL visam os consumidores atuais do modelo, que prezam pelo conforto e tecnologia. A Sport é a versão mais barata, com transmissão manual de seis velocidades, e a Touring, equipada como motor 1.5 turbo e preço de sedã de luxo está no topo da linha.

Entre os equipamentos que equipam todas as versões estão: ar-condicionado digital, freio de estacionamento eletrônico com função Brake-Hold, controle de cruzeiro, botão ECON de modo de condução econômico, vidros elétricos com função um toque para subida/descida em todas as posições, sistema de som com quatro alto-falantes, conexões Bluetooth e USB e comandos no volante e câmera para manobras em ré.

No quesito segurança, o novo Civic traz em todas as versões freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e sistema de estabilidade Vehicle Stability Assist (VSA) com controle de tração e o assistente Agile Handling Assist (AHA) que aprimora a estabilidade dinâmica em curvas.

As versões EX e EXL serão comercializadas nas cores prata platinum, branco estelar, branco tafetá, cinza barium e preto cristal. A Sport terá as cores preto cristal, prata platinum, branco estelar e branco tafetá. Já a Touring branco estelar, prata platinum, preto cristal, branco tafetá e cinza barium.


VEÍCULOS RELACIONADOS

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário