Jaguar I-Pace vai virar táxi autônomo

Vinte mil unidades do elétrico devem operar em serviço de transporte por aplicativo em 2020

Por AutoPapo27/03/18 às 15h51

A Jaguar Land Rover anunciou, nesta terça-feira (27), que entrou em uma parceria com a Waymo, empresa de veículos autônomos da Alphabet, grupo que controla o Google. A cooperação envolve a inclusão de até 20 mil unidades do Jaguar I-Pace autônomo, primeiro elétrico da fabricante inglesa, na frota de testes a Waymo.

jaguar i-pace autônomo
O CEO da Waymo, John Krafcik (à esquerda) e o CEO da Jaguar Land Rover, Prof. Dr Ralf Speth

Segundo informou a companhia, os utilitários receberão as tecnologias de direção autônoma ainda na fábrica. Os aparatos, assim como a arquitetura do veículo, serão desenvolvidos por ambas as empresas. A união, também de acordo com a Jaguar, é interessante para as duas partes, que têm objetivos comuns no desenvolvimento de carros seguros e avanços na questão da mobilidade.

Os testes dos Jaguar I-Pace autônomos serão iniciados ainda neste ano, quando os SUVs circularão por vias públicas. Os planos são de que, em 2020, 20 mil unidades do elétrico façam parte do serviço de transporte da Waymo, que será similar ao Uber, mas dispensando os motoristas.

A empresa do grupo Alphabet foi fundada em 2009 como um projeto do Google, e depois se tornou independente. A Jaguar Land Rover, por sua vez, é propriedade do grupo Tata Motors, que, em 2008, a comprou da Ford.

Momento polêmico

O anúncio da parceria surge em um momento polêmico para as tecnologias de direção autônoma. No último dia 18, um Volvo XC90 autônomo da Uber atropelou e matou um pedestre no Arizona, Estados Unidos. A polícia local declarou, dias depois, acreditar que a culpa não seria do automóvel.

“Está muito claro que seria difícil evitar a colisão tanto no modo autônomo quanto com um humano dirigindo, baseado em como a vítima saiu de uma área com sombras direto para a autopista”, afirmou a policial Sylvie Moir na ocasião.

O acidente foi a primeira morte causada por um veículo autônomo. O veículo contava com um motorista para assumir o controle caso fosse necessário.

Inicialmente, as investigações eximiram a responsabilidade da Uber. Ontem, entretanto, o governador do Arizona, Douglas Ducey, suspendeu indefinidamente a licença para testes em via pública que havia sido concedida à companhia. “O Arizona não vai tolerar nada a menos que um comprometimento inequívoco com a segurança pública”, declarou Ducey em um comunicado oficial à Uber.

No último sábado, o CEO da Waymo, John Krafcik, afirmou que sua tecnologia teria um comportamento melhor na ocasião, segundo reportou a Bloomberg. “Nós temos muita confiança de que nossa tecnologia seria robusta e capaz de lidar com situação como aquela”, disse ele. No ano passado, a Waymo começou a fazer testes com veículos autônomos sem tripulação no Arizona.

Fotos Jaguar Land Rover | Divulgação


VEÍCULOS RELACIONADOS

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário