Conheça The Classic, o Oldsmobile Delta 88 de Sam Raimi

Muscle car herdado do pai sempre dá pinta nos filmes do realizador, incluindo a trilogia do Homem-Aranha e o clássico do terror "Uma Noite Alucinante"; não à toa: o veículo "salvou" a vida do diretor

Por Marcus Celestino19/01/18 às 12h06

Muitos diretores têm seus chamados “atores-fetiche”, aqueles que compreendem perfeitamente as pretensões do realizador e as expressam com perfeição clínica nas telas. No entanto, uma parceria específica é especial. O protagonista é uma estrela que merece lugar de destaque na galáxia: o Oldsmobile Delta 88, companheiro inseparável de Sam Raimi.

A relação de Raimi com o full-size da GM começou em 1973, quando seu pai adquiriu o possante de motor Rocket V8 zero-quilômetro. Com 14 anos de idade à época, o futuro diretor apaixonou-se à primeira vista pelo Olds. Alguns anos depois, Raimi o adotou. Fã incondicional do modelo, “parente” de outros tão musculosos, potentes e beberrões quanto o Buick LeSabre, o Bel Air e o Impala (todos eram feitos sob a mesma plataforma), ele nutria também grande apreço pelos Três Patetas e pelo mundo da cinematografia.

O amor de Sam Raimi pelo Olds também é nutrido por outro fator: Raimi e o produtor de Uma noite alucinante, Robert Tapert, voltavam das filmagens da película. Sofreram um acidente e tiveram apenas ferimentos leves.

Desde muito jovem, Raimi produzia curtas. Sua grande chance veio aos 22 anos com uma pequena produção de baixo orçamento. Uma noite alucinante conta a história de cinco amigos que vão passar férias em uma cabana e encontram um gravador com passagens do Livro dos mortos. Reproduzido, o áudio desperta espíritos malignos da floresta, que matam um por um. A missão de detonar os fantasmas recai sobre Ash e quem mais? O seu Oldsmobile Delta 88. A película, que teve filmagem conturbada pelo orçamento baixo, tornou-se um sucesso inesperado e rendeu ainda duas continuações. No terceiro e último da trilogia, Ash e seu Olds são sugados por um portal do tempo e o carro recebe modificações para se adaptar ao apocalíptico século XIII.

Apelidado de The Classic, o Oldsmobile de Raimi participou de todas as suas obras. Para os aficionados pelo trabalho do diretor é uma atividade divertidíssima procurar pelo possante em seus filmes. Na trilogia do Homem-Aranha, o Olds pertence a Ben Parker, tio de Peter Parker, o “aracnídeo amigão da vizinhança”. Em Arraste-me para o inferno, último trabalho do realizador, The Classic é propriedade da macabra senhora Ganush, que atormenta e amaldiçoa a jovem Christine Brown, interpretada pela estonteante Alison Lohman. Até mesmo no faroeste Rápida e mortal Raimi deu um jeitinho de trabalhar com seu carrão. O chassis do Olds foi utilizado numa diligência. Na película sobre beisebol Por amor o veículo aparece apenas na versão do diretor para a decepção dos fãs.


PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS
 Colaborador de longa data dos irmãos Coen, Sam Raimi emprestou seu ator principal aos companheiros em algumas oportunidades. O Oldsmobile Delta 88 pode ser visto no excepcional debut da dupla, Gosto de sangue, em Arizona nunca mais, no filme vencedor de dois prêmios da Academia (Oscar de Melhor Atriz para Frances McDormand e Melhor Roteiro Original para os Coen) Fargo – Uma comédia de erros e também na elogiada comédia O Grande Lebowski.


Se alguém pensa que The Classic tem vontade de se aposentar e deixar de vivenciar o glamour de Hollywood está redondamente enganado. O Olds participou de Oz, The great and the powerful. O filme serve como um prólogo do clássico O Mágico de Oz, lançado em 1939, e conta em seu elenco com estrelas da estirpe de James Franco, Mila Kunis, Rachel Weisz, Zach Braff e Michelle Williams. Além do parceiro de longa data do diretor, Bruce Campbell, o Ash da trilogia Uma noite alucinante.

The Classic passou por algumas “modificações” para participar do filme. O modelo é o maioral e até mesmo Campbell, ícone dos filmes B –cuja produção não é um primor – teve de se curvar ao grandalhão: “Esse carro já esteve em mais filmes do que eu!”, bradou num tom brincalhão em sua autobiografia. Se depender de Raimi, o Olds participará de muitos outros mais. Já merece Oscar e marcas de frenagem na Calçada da Fama.

O The Classic, inclusive, também vem dando o ar da graça nas telinhas. O veículo está na série Ash vs Evil Dead, série ambientada no universo de Uma noite alucinante. Bruce Campbell retornou ao papel de Ash Williams na sequela da trilogia original. O seriado é transmitido pelo canal norte-americano Starz. No Brasil, pode ser assistida nos serviços de streaming Netflix e Fox Play.

Outras parcerias certeiras no mundo do cinema

O extremamente talentoso Bill Murray trabalhou com o igualmente brilhante Wes Anderson em cinco filmes tendo como ponto alto a trinca Rushmore, A Vida Marinha com Steve Zissou, e Os Excêntricos Tenenbaums. Moonrise Kingdom, outra colaboração entre os dois, recebeu uma indicação à estatueta da Academia e foi sucesso de crítica. O próximo ato de Anderson é Isle of dogs, que chega aos cinemas em março.

Max Von Sydow trabalhou em 13 películas do sueco Ingmar Bergman, incluindo pérolas como O Sétimo Selo e A paixão de Ana. Werner Herzog e Klaus Kinski formaram uma parceria inflamável, mas expressiva. Juntos fizeram sete filmes, dentre estes os clássicos Aguirre: A Cólera dos Deuses e Fitzcarraldo, que conta com os brasileiros José Lewgoy e Grande Otelo no elenco.

Outra dupla emblemática é a formada entre os legendários Martin Scorsese e Robert De Niro. De Niro já atuou em nove obras de Scorsese, que lhe renderam inúmeras láureas como o Oscar de Melhor Ator por Touro indomável e duas indicações por papéis em Taxi Driver e Cabo do Medo. Outras tantas duplas dinâmicas poderiam ser citadas como as entre Uma Thurman e Quentin Tarantino, e Russell Crowe e Ridley Scott.

1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Franco Vieira 20 de janeiro de 2018

    Outra boa dupla: Steven Spielberg e Tom Hanks.

Deixe um comentário