[Vídeo] Político foge de reboque da polícia e é preso

Vengala Rao Laka é um líder partidário e fugiu de um reboque da polícia após se negar a obedecer ordens de guardas de trânsito

Por AutoPapo07/08/18 às 15h30

O político indiano e líder partidário, Vengala Rao Laka, foi preso por ameaçar vidas e propriedades públicas. O político foi filmado fugindo de um reboque acionado por policiais após desrespeitar suas ordens, e o vídeo viralizou. Laka está aguardando julgamento.

político indiano
(Reprodução do YouTube)

Laka estava estacionado com seu carro, um Tata Safari, na frente de um shopping do qual é dono, na cidade de Vijaywada, na Índia. Guardas de trânsito, então, pediram que o político indiano removesse seu carro para a passagem da comitiva do ministro-chefe, que ocorreria naquela rua. Laka, entretanto, não quis obedecer aos guardas.

Segundo Subbaraju, chefe policial que estava coordenando a operação, o político indiano ignorou os pedidos para retirar seu veículo, e passou a discutir com os guardas em serviço. Então, os agentes convocaram um reboque para remover o carro de Laka à força, e foi neste momento que o político fugiu do local.

Laka entrou em seu carro e deixou a cena de forma abrupta e perigosa, como se vê no vídeo. O líder partidário colocou a vida dos guardas que estavam no local em risco. Um deles estava na frente do veículo, e parecia estar insistindo para que Laka parasse o carro, mas foi ameaçado quando o homem acelerou o Tata Safari em sua direção.

O guarda parece ter continuado próximo ao veículo e ter passado por outros momentos perigosos, embora as imagens não estejam claras nesse ponto.

Laka conseguiu fugir, e os guardas enviaram um alerta para o posto de checagem mais próximo. O político, entretanto, também não parou para aqueles policiais. Os oficiais, então, registraram a ocorrência, acusando Laka de ameaçar vidas humanas e propriedades públicas.

Ele foi preso na noite do mesmo dia, e na manhã seguinte foi apresentado ao tribunal. Em seguida, Laka foi colocado sob custódia jurídica e aguarda julgamento.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário