Volkswagen Gol

Em busca do Gol perdido

Por Sérgio Melo01/04/16 às 17h53

Pontos positivos: Economia / Visual / Conectividade

Pontos Negativos: Preço / Falta cinto de três pontos traseiro central / Segurança

Após 27 anos como líder do mercado nacional, a partir de 2014 as vendas do Gol começaram a despencar, até que nos últimos meses chegaram à décima posição no ranking de emplacamentos, atrás do Corolla, HR-V e até mesmo do primo Fox. Como a marca conseguiu tal proeza? O problema não foi o que ela fez, mas sim o que não fez! Sem falar em preço, não atualizou o design, mecânica e conteúdo tecnológico do modelo, à altura do que oferecem os concorrentes e novatos.

Buscando reverter essa tendência o Gol 2017 traz alterações tímidas, que dificilmente mudarão a situação no mercado. Na verdade, ele não é tão “novo” assim, apenas os para-choques, lanternas e tampa traseira são novos. As laterais traseiras ganharam um discreto friso horizontal e os faróis, novo desenho interno com um único refletor para os fachos de luz alta e baixa. Com uma única lâmpada fazendo as duas funções, se ela pifar a consequência é pior.

Por dentro, o painel ficou mais alto e ganhou saídas de ar retangulares, fazendo parecer que o interior é mais largo e espaçoso. O sistema de som evoluiu e ganhou o imponente nome de infotenimento, que dependendo da versão pode ter comandos de voz, sistema multimídia com tela touch e espelhamento do celular, que infelizmente ainda não funciona com qualquer aparelho. O quadro de instrumentos está mais parecido com os de modelos Premium da marca, com até quatro mostradores e tela do computador de bordo.

O QUE É?

Hatch compacto.

ONDE É FEITO?

São Bernardo do Campo, SP.

QUANTO CUSTA?

A versão testada Comfortline com direção hidráulica e ar condicionado parte de R$42.690,00. Com pintura metálica, rodas, trio elétrico, computador de bordo, sensor de estacionamento traseiro e, multimídia com espelhamento, bluetooth e GPS, salta para R$49.710.

COMO ANDA?

Motor flex 1.0 três cilindros, 12 válvulas, 82 cv e torque de 10,4 kgfm, máxima de 170 km/h e 0 a 100 em 15,3 segundos. Vibra ligeiramente nas arrancadas, mas assim que ganha velocidade se torna firme, silencioso e forte. A suspensão é confortável e proporciona boa estabilidade. O câmbio mantém os tradicionais engates suaves e precisos.

COM QUEM CONCORRE?

Os principais concorrentes partem de: Chevrolet Onix R$ 39.190,00, Fiat Novo Palio 41.780 e Ford Novo KA 41.590.

COMO BEBE?

Abastecido com gasolina, 9,8 km/l na cidade e 15,8 na estrada.

ESPAÇO INTERNO

Confortável para quatro adultos e uma criança, com comedido espaço para os joelhos de adultos no assento traseiro. O porta-malas com 285 l é o maior entre os concorrentes mais próximos.

SEGURANÇA

O modelo não se saiu tão bem em seu último crash test em 2010 pela LatinNCAP, recebendo 3 estrelas para a proteção de adultos e duas para crianças, das cinco disponíveis em cada modalidade.

ACABAMENTO

Embora o painel mais bonito, o revestimento interno continua pobre, sob o predomínio de plástico duro. Pintura impecável e boa montagem da carroceria e mecânica.


VEÍCULOS RELACIONADOS

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário