Zoox contrata 17 engenheiros da Apple para desenvolver autônomo

Startup pouco conhecida está tomando terreno da gigante; em 2014, a Zoox chegou a desenvolver um projeto de táxis autônomos

Por AutoPapo 04/09/17 às 09h17

Você já ouviu falar da Zoox, a startup que acaba de contratar 17 ex-engenheiros da Apple? O site Automotive News reportou que os profissionais estavam desligados da gigante do TI desde que ela suspendeu o projeto Titan. Em 2014, a Zoox chegou a desenvolver um projeto de táxis autônomos.

Nenhuma das empresas comentou sobre as novas contratações, que, de acordo com o site, foi revelada por fontes próximas à situação. Os engenheiros são de áreas comuns ao setor automotivo, como especialistas em sistemas de suspensão e freios. Alguns deles trabalharam em montadoras e fornecedores de Detroit antes de se juntar à Apple.

A Zoox foi criada pelo designer australiano Tim Kentley-Klay e o engenheiro Jesse Levinson – que, por sua vez, foi o primeiro diretor do projeto de autônomos da Google. Em 2014, a startup já desenvolvia um protótipo na esteira do projeto L4. A ideia era de um táxi autônomo e elétrico, que dispensaria para-brisas e poderia andar para frente e para trás com a mesma eficiência. A ideia era de colocar os veículos nas ruas até 2020.

Zoox Tim Kentley, Brandon Pearce, Jesse Levinson
Da esquerda para a direita, o CEO e cofundador da Zoox, Tim Kentley-Klay, o vice-presidente de Sense e Compute Brandon Pearce, e o CTO e cofundador Jesse Levinson, na sede da empresa, Califórnia. (Zoox/Divulgação)

Desde então, a empresa passou a fazer mistério acerca dos seus projetos. Em abril deste ano, ela contratou o ex-executivo da Ferrari, Corrado Lanzone, como vice-presidente de fabricação. Agora, com 17 engenheiros experientes e acostumados com tecnologias autônomas, a Zoox parece ter conquistado terreno em comparação com a Apple (neste campo, é claro).

Um automóvel que seria produzido pela gigante do Vale do Silício é notícia antiga e foi cercado de rumores por muitos anos. A Apple nunca confirmou os boatos, embora diversas evidências do que seria o Projeto Titan tenham sido noticiadas. Os planos eram de que o veículo elétrico e autônomo estivesse nas ruas até 2019. O “Apple Car”, como foi apelidado, no entanto, parece ter morrido de vez.

No ano passado, o CEO da companhia, Tim Cook, afirmou em uma entrevista à Bloomberg que a empresa iria “se concentrar em sistemas autônomos”. De acordo com fontes contactadas pelo New York Times, a Apple teria encontrado problemas no desenvolvimento dos veículos. Por isso, preferiu concentrar seus esforços em tecnologias autônomas para equipar automóveis de outras fabricantes, pelo menos por enquanto.

Desde então, a gigante demitiu diversos profissionais que estavam envolvidos com o projeto Titan, entre eles, os 17 engenheiros que passaram, agora, para a Zoox.

A nova estratégia não a coloca longe de rivais como Intel, Microsoft e Google, que vêm fazendo parcerias com o setor automotivo para o desenvolvimento de tecnologias autônomas, embora nada de concreto tenha sido criado até o momento. Com o desvio, porém, a Apple abriu brechas para ser ultrapassada por outras empresas, como a Zoox, na corrida dos carros do futuro.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário