Recall tem prazo?

Por BORIS FELDMAN25/12/16 às 17h19

O governo brasileiro não perde a oportunidade de provar que não está nem aí para a segurança veicular. As estatísticas mostram que nem a metade dos carros no Brasil chamados para o recall é levada para o reparo gratuito de um item de segurança. Nos EUA, onde mais de 70% dos carros são levados às concessionárias para o recall, o governo acaba de estimular as fábricas a se utilizarem até das redes sociais para aumentar essas estatísticas. Como não se consegue obrigar ninguém á levar o carro para o recall, ficou decidido aqui, há cerca de quatro anos, que os carros não levados à concessionária teriam registrado em seu documento “não ter atendido ao Recall”, para alertar os possíveis compradores do veiculo do risco que estão correndo.

Pois a burocracia brasileira é tão pesada que não conseguiu efetivar sequer esse registro. Ou seja, quem compra um carro usado que se vire para saber se foi ou não levado ao recall. A solução é ligar para o SAC da fábrica para conferir.

Além do mais, as regras do recall não foram bem estabelecidas e dão margem a várias dúvidas. Se o comprador de um carro usado descobre que ele não foi levado ao recall e o prazo estabelecido pelo fabricante está vencido, ele teria que pagar pelo reparo? Não: fábrica e concessionárias são obrigadas a realizá-lo durante toda a vida útil do automóvel. Não importa se o anúncio do recall estabelece um prazo (em geral de 180 dias) para que o carro seja levado à concessionária.

Outra dúvida é quando o dono do carro percebe o problema e o leva para a concessionária para o reparo antes mesmo do recall. Quando ele é anunciado oficialmente, a fábrica tem a obrigação de reembolsá-lo pelas despesas do reparo? Sim, desde que o serviço realizado seja exatamente o mesmo anunciado pelo recall, o dono do carro tem direito à devolução do valor pago.

Veja mais sobre:


Boris Responde

Tem alguma dúvida sobre o funcionamento do seu carro? O que vai melhor no carro flex: gasolina ou etanol? Quando substituir o cinto de segurança? Com que frequência trocar o óleo do motor? O Boris responde essas e outras dúvidas. Digite sua pergunta na caixa abaixo.


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário