Dia da mentira: os carros prometidos que nunca chegaram

Veja cinco lançamentos que não eram uma piada de 1º de abril, tampouco verdade

Por AutoPapo31/03/18 às 09h20

No Dia da mentira listamos alguns modelos que funcionaram como pegadinha. As fabricantes prometeram, garantiram e nada deles passarem pelas ruas brasileiras.

Fiat Bravo

A primeira geração do Fiat Bravo foi vendida na Europa de 1995 a 2001. A marca expôs o hatch duas portas derivado do Marea no Brasil, mas, em razão da alta do dólar, ficou inviável trazer o modelo importado depois do seu lançamento. No fim das contas, o Brava, hatch de quatro portas, foi produzido no Brasil.

Dia da mentira: Fiat Bravo nunca veio

Renault Koleos

Em 2016, o Koleos já não era novidade. A Renault já tinha apresentado o SUV em Paris e afirmado que o modelo viria para o Brasil. No Salão do Automóvel de São Paulo, o utilitário esportivo pisou pela primeira vez em solo brasileiro. Bem, 2018 chegou e nada do concorrente do CR-V!

Dia da mentira: Koleos não foi vendido aqui

Novo VW Santana

O Santana ainda roda, nos antigos moldes, pelas ruas brasileiras. Mas a Volkswagen falou em trazer a nova geração do sedã, que ainda é produzido na Ásia. A fabricante até fez pesquisas para entender a aceitação do ícone no mercado. Com a chegada do Vitus, foi decretado o fim das esperanças para o modelo que se encaixaria entre os VW Voyage e Jetta.

Dia da mentira: Novo Santana não foi lançado

Hyundai Veloster Turbo

O Veloster é um modelo a ser estudado: ascendeu e desabou no mercado brasileiro com a mesma velocidade. Chegou vendendo potência e ficou conhecido por ser lento – falando em Dia da mentira, a Caoa, que importou o modelos para o Brasil, fico conhecida pelos seus anúncios “exagerados”. A Hyundai prometeu trazer uma outra versão, o Veloster Turbo, com motor 1.6 e 204 cv. E nada.

Dia da mentira: Velos turbo nunca apareceu

Kia Rio

Para fechar a lista, um modelo que tem nome brasileiro, mas é vendido na Argentina. O Kia Rio era promessa para os Jogos Olímpicos do Rio. Mas as medalhas já foram entregues há tempos e o carro nem deu as caras. No fim de 2016, a marca sul-coreana falou novamente sobre o hatch, justificou a demora (atraso na produção realizada no México) e apresentou uma nova geração. Bem… 2018 chegou e o Rio não!

Dia da mentira: Kia Rio vem ou não vem?
Kia | Divulgação

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário