Honda Civic

Para virar o jogo

Por AutoPapo01/04/16 às 17h47

Grande concorrente do Toyota Corolla, o Civic vem perdendo espaço a cada ano que passa para o seu maior rival. De acordo com Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o sedã médio da Honda emplacou 52.254 unidades em 2014 contra 63.290 do Corolla. O modelo fechou o ano com participação de 22,54% em seu nicho mercadológico contra 27,3% do líder. Já em 2015 a coisa degringolou. Datado (o Civic está em sua nona geração, mas a décima chega em agosto), o modelo ficou muito para trás ante a concorrência.

No ano passado o Civic emplacou apenas 31.241 unidades, com uma participação de mercado de 16,74%. Já o renovado Corolla emplacou pouco mais que o dobro do maior rival: foram 67.339 unidades vendidas, o que rendeu ao modelo da Toyota uma fatia de 36,1% na seara dos sedãs médios.

No entanto, a Honda quer virar o jogo. A décima geração do Civic será produzida na fábrica da montadora em Sumaré, no interior de São Paulo, e não virá mais com o motor 1.8 da versão de entrada. O três volumes, contudo, mantém o 2.0 de 155cv de potência – com algumas mudanças para otimizar o consumo. A novidade mesmo é o propulsor 1.5 turbo de injeção direta flex.

Além das novidades na motorização, o Civic aposentará a transmissão automática. O câmbio será substituído por uma caixa CVT. Na suspensão também teremos mudanças. O sedã contará com uma McPherson independente na dianteira e Multilink na traseira. Ademais, desde a versão de entrada, o três volumes terá controles de tração e estabilidade.

O Civic provavelmente será oferecido em quatro configurações e o preço da versão de entrada deve ficar na casa dos R$ 72 mil. Já a versão de topo deve competir com sedãs premium como o Audi A3, por exemplo, e seu preço deve passar da casa dos R$ 100 mil.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário