BRs: 17 mortes e 16 mil infrações por dia em 2017

Balanço final da Polícia Rodoviária Federal mostra número menor de acidentes e mortes se comparado a 2016; multas aumentaram.

Por Laurie Andrade19/01/18 às 18h16

Polícia Rodoviária Federal (PRF) reuniu as informações sobre acidentes e infrações cometidas em 2017 nas estradas de sua responsabilidade. Alguns números melhoraram, mas a perspectiva ainda é ruim. A quantidade de acidentes teve queda de 7,5% em relação a 2016. As mortes também tiveram uma pequena redução (2,7%). Em 2017, o órgão emitiu mais de 5,8 milhões de autos de infração, índice 4,8% maior do que o ano anterior.

O maior responsável pelas multas foi o excesso de velocidade em até 20% da máxima permitida: foram mais de duas milhões de autuações. A segunda causa, com 905 mil multas aplicadas, foi deixar de manter a luz baixa acessa nas rodovias. Dois erros perigosos que não podem mais acontecer, por serem velhos conhecidos dos motoristas, ainda ocupam o topo do ranking de infrações: ultrapassagem em local proibido e condutor sem cinto de segurança.

PRF divulga o número de infrações, acidentes, mortos e feridos em estradas federais brasileiras

Ultrapassar pela contramão, quarta multa mais aplicada, se encaixa em outro índice. As colisões frontais, causadas muitas vezes pela infração, foram as principais responsáveis por tirar vidas nas rodovias.

O número de mortes caiu, mas ainda é alto

Mais de 6.000 pessoas morreram nas estradas federais no ano passado. Isso significa que, em média, os acidentes tiraram a vida de 17 (dezessete) pessoas por dia. É preciso ter mais cuidado ao dirigir! A PRF analisou as causas dos mais de 89 mil acidentes ocorridos. A mais comum continua sendo a falta de atenção. Sozinha, ela matou mais de 1.800 pessoas.

O total de feridos nas eventualidades é de aproximadamente 84 mil. O que representa um pouco mais de um ferido por acidente.

Veja, no gráfico disponibilizado pela PRF, as razões mais comuns e o número de mortos e feridos provocados.

GRÁFICO PRF CAUSAS DE ACIDENTES 2017

INADMISSÍVEL Em 2017, a terceira maior causa de acidentes registrados pela Polícia Rodoviária Federal foi a ingestão de álcool.

Estados com mais infrações

Minas Gerais, o estado tem a maior malha rodoviária do país teve o maior número de acidentes e multas. O Amazonas é a unidade federativa com os melhores índices. A polícia levou em conta, ao fazer o estudo, os dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que apontam um aumento de quase três milhões na frota de veículos de 2016 para 2017.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário