Primeiro elétrico da marca, Jaguar I-PACE é lançado

SUV esportivo aumentou a pressão na corrida para ultrapassar a Tesla

Por AutoPapo01/03/18 às 18h00

Acaba de ser lançado, em uma transmissão ao vivo, o novo Jaguar I-Pace. O SUV marca a história da companhia britânica por ser seu primeiro elétrico. Com design coordenado pelo conhecido diretor de design da fabricante, Ian Callum, a jaguar reforçou o aspecto esportivo da novidade. A carroceria voltada para a aerodinâmica, as baterias oferecem autonomia de 480 quilômetros e o utilitário elétrico é capaz de alcançar 100 km/h em 4.5 segundos.

jaguar i-pace 2018

O Jaguar I-Pace começou a ser desenvolvido quatro anos atrás e, segundo Callum, representou um desafio para a tradicional britânica. “Foi a primeira grande mudança em cem anos, e isso é um grande desafio para nós”, declarou ele no vídeo de apresentação do modelo.

O elétrico é equipado com uma bateria de íon de lítio de 90kWh com autonomia declarada pela marca de 480 quilômetros. O limite é 5 quilômetros maior que a autonomia declarada pelo Model X 100D, SUV da Tesla que parece estar na mira do novo modelo da Jaguar. O tempo para carregamento total da bateria, também de acordo com a marca, é de 12 horas. Em 40 minutos, entretanto, é possível colocar energia suficiente na bateria para percorrer 100 quilômetros.

Os números não deverão assustar Elon Musk, o empolgado CEO da Tesla que mandou um carro para o espaço, já que são mais desanimadores que o do SUV da marca americana que foi lançado há três anos. Na versão 100D, que é a intermediária entre três, o Model X é capaz de armazenar autonomia para 274 km com um carregamento de 30 minutos.

Ainda assim, a Jaguar insistiu em uma comparação direta com o SUV de Elon Musk, convocando uma competição de arrancada entre um Model X 100D, pilotado pelo brasileiro Tony Kanaan, e um Jaguar I-Pace, nas mãos do neozelandês Mitch Evans, ambos pilotos profissionais. As provocações entre as duas marcas, diga-se de passagem, corre nas duas direções.

Naturalmente, o I-Pace de Evans deixou o Model X para trás – sob protesto dos comentaristas que assistiam, ao vivo, no YouTube. O primeiro elétrico da Jaguar tem 394 cv de potência e 71 kgfm de torque, alcançando os 100 km/h em 4.8 segundos. Em comparação, o Tesla Model X usado para a prova tem 262 cv de potência, 25 kgfm de torque e leva 4.7 segundos para chegar aos 100 km/h.

As diferenças dão a vantagem para o i-Pace, embora o novato saiba escolher suas brigas. Na versão P100D, topo de linha, o veterano Model X leva apenas 2.9 segundos para chegar aos 100km/h, contando com 680 cv de potência e 98 kgfm de torque. O Model X P100D com a atualização Ludicrous+, inclusive, recebeu a coroa de SUV mais rápido do mundo, entre elétricos e tradicionais, no último dia 26, pelo canal Drag Times.

O novo elétrico é equipado com dois propulsores elétricos, posicionados nos eixos dianteiro e traseiro, entre as rodas. A bateria ocupa todo o espaço abaixo do assoalho do veículo, marcando o ponto de menor altura livre do solo, à maneira do Model X.

jaguar i-pace 2018
Jaguar I-Pace conta com dois motores elétricos, um no eixo dianteiro e o outro no eixo traseiro. Bateria fica abaixo do assoalho do veículo (Jaguar/Divulgação)

A Jaguar, no entanto, tem outras virtudes que o tornam atraente para outros além daqueles que simplesmente não gostam da Tesla, mas mesmo assim querem um veículo elétrico. Entre eles, está o design assinado pelo time de Ian Callum. O Jagua I-Pace carrega um novo estilo na cabine que, segundo Callum, é uma estreia na linha da britânica e irá aparecer em outros lançamentos no futuro.

A carroceria foi desenvolvida com o auxílio de um túnel de vento e tomou forma através de estudos físicos das respostas aerodinâmicas, também de acordo com o designer. Na dianteira, o capô alto que acompanha a linha de SUVs da Jaguar desapareceu, já que não há motor embaixo dele. As linhas esportivas são inconfundíveis na carroceria, que foi coberta de um vermelho brilhante para o evento de lançamento – caso ainda houvessem dúvidas quanto a que vem o novo Jaguar.

O habitáculo foi posicionado mais à frente na estrutura do chassi, de acordo com Callum, tomando o espaço liberado pela ausência de um motor. O restante foi transformado em porta-malas, um na dianteira e um na traseira. Na cabine, há espaço para “cinco adultos grandes”, segundo a marca. De volta ao exterior, a traseira ganhou surpreendentes linhas quadradas. “Acredite ou não, elas são mais eficientes”, explicou Ian Callum durante o evento ao vivo.

Além disso, o chassi é feito de alumínio, o que torna o Jaguar I-Pace mais leve que um Tesla Model X – de acordo com a marca.

A fabricante britânica não ofereceu detalhes sobre as tecnologias de assistência à direção, que são outro ponto forte na linha da Tesla, equipada com o conjunto Autopilot. Pode-se esperar que o I-Pace conte com itens que já se tornaram básicos no mercado de modelos de luxo e até mesmo intermediários – na Europa, claro -, como piloto automático adaptativo (ACC), controle de tração (ASR) e, estes já confirmados, diferentes modos de condução.

O Jaguar I-Pace fará sua estreia oficial no Salão de Genebra, no próximo dia 6, mas já está disponível para venda no site oficial da marca. Segundo a Jaguar do Brasil, não há previsão para sua chegada ao mercado brasileiro.

jaguar i-pace 2018

VEÍCULOS RELACIONADOS

Veja mais sobre:


0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário