Recalls automomobilísticos aumentam quase 15% em 2017

Mais de um milhão e 800 mil veículos foram convocados no ano passado; Confira a lista dos chamados de 2018

Por AutoPapo28/02/18 às 15h02

O Departamento de Proteção e defesa do Consumidor (DPDC) divulgou o número de recalls convocados em 2017. O setor automobilístico foi responsável por 87% dos chamamentos do Brasil. De janeiro à dezembro, 1.800.865 veículos foram alertados por algum problema. O número é 14,26% maior do que 2016.

De acordo com a avaliação técnica do DPDC, o setor cumpre “o importante papel de ir popularizando a aplicação da medida no país e também puxando os demais segmentos do mercado de consumo a seguirem a mesma postura proativa na sua execução”, informou por meio da assessoria de imprensa do Ministério da Justiça.

Números do Departamento de Proteção e defesa do Consumidor indicam um aumento considerável de recalls no ano passado. Confira a lista dos convocados em 2017 e 2018.
Recall road sign

Com Agência Brasil

Um fato que certamente influenciou na alta foi a descoberta do perigoso problema dos airbags Takata. O recall dos airbags é o maior da história de toda a indústria automotiva. Treze montadoras sediadas no Brasil já tinham convocado, nos dois primeiros meses do ano passado, os proprietários para substituírem a peça ineficiente. Na China, mais de sete milhões de carros foram convidados a substituir as bolsas de ar. Até julho de 2017, 19 mortes foram causadas pelo defeito.

Números do Departamento de Proteção e defesa do Consumidor indicam um aumento considerável de recalls no ano passado. Confira a lista dos convocados em 2017 e 2018.

Em 2018, muitos modelos já foram chamados. Veja a lista dos recalls convocados até esta quarta-feira (28):

  • Peugeot 3008;
  • Fiat Uno
  • Fiat Palio
  • Fiat Grand Siena
  • Honda Fit
  • Honda City
  • Mercedes Classe A
  • Mercedes Classe B
  • Mercedes Classe C
  • Mercedes CLA
  • Nissan Frontier
  • Volkswagen Passat
  • Range Rover Vogue
  • Range Rover Sport
  • Peugeot 308
  • Peugeot 408
  • Toyota Hilux
  • Toyota SW4
  • Toyota Prius
  • Lexus NX 200t
  • Chrysler 300C
  • Dodge Charger
  • Dodge Durango
  • Jeeg Grand Cherokee
  • Dodge Ram 2500
  • Hyundai Sonata
  • Hyundai Azera
  • Mercedes GLK 220
  • Mercedes Classe C

Para conferir quais foram os modelos convocados, acesse a nossa página de recall.

Os recalls são dispositivos previstos em lei que garantem aos consumidores a conformidade de produtos adquiridos com certos níveis de qualidade. Esses níveis são determinados pela “legítima expectativa”. Com isso, o consumidor tem o direito de esperar que os artigos comprados sejam seguros e se adequem à função a que se prestam.

Embora a palavra “recall” (em português, “revocar”) não apareça no texto legal, o Código de Defesa do Consumidor – na forma da lei 8.078 de 1990 – prevê, no artigo 12, que fornecedores são obrigados a reparar os danos causados por um produto considerado defeituoso. O fornecedor, nesse caso, é aquele que foi juridicamente responsável pela venda do produto, podendo ser uma importadora. Além disso, a lei prevê que o recall não tem data de validade. Por isso, não deixe de atender se o seu veículo for convocado. É um processo que pode salvar vidas.

Leia o Código de Defesa do Consumidor aqui.

Veja mais sobre:


1 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Franco Vieira 28 de Fevereiro de 2018

    Com toda tecnologia de materiais e processos, deveria diminuir com o passar dos anos, os erros que provocam o Recall, mas acontece o oposto.

Deixe um comentário