84% dos airbags defeituosos não foram consertados

Boris comenta os 84% de recalls de airbags defeituosos no Brasil que não foram atendidos - maioria apresenta risco de explosão

Por BORIS FELDMAN28/11/17 às 16h02

Boris comenta os 84% de recalls de airbags defeituosos no Brasil que não foram atendidos – maioria dos dispositivos apresenta risco de explosão.

A gente tem notícia, pelas estatísticas, pelas informações, e até pelo que se vê e comenta, que o brasileiro é bastante desligado de segurança veicular, tanto que o índice de comparecimento aos recalls das fábricas é muito baixo, na ordem de 50%, mesmo sabendo que o recall é um reparo gratuito e que envolve uma questão de segurança.

Mas eu não podia nem imaginar que no caso desses airbags da Takata, o índice de comparecimento dos carros chamados para recall é de apenas 16%! Ou seja, existem milhares e milhares de automóveis no Brasil que o airbag, se acionado, ejeta partículas metálicas a quase 300 km/h, podendo matar ou ferir motorista e ocupantes. Quer saber se o seu automóvel está incluído nesse recall? Veja lista completa de modelos convocados neste ano.

recall de airbags defeituosos takata

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário