Recall: o brasileiro entende sua importância?

Estatísticas revelam o percentual de carros que não foram levados à concessionárias após serem envolvidos em recalls

Por Boris Feldman11/07/19 às 06h15

Portaria assinada na semana passada pelos Ministérios da Justiça, onde está Secretaria Nacional do Consumidor, e da Infraestrutura, onde está o Denatran, vai tentar mais uma vez obrigar o dono do carro a levá-lo ao recall.

Segundo as estatísticas, nos últimos cinco anos, menos de 40% dos carros envolvidos em recalls foram levados à concessionária. Ou seja, mais da metade deles continua rodando com ameaça à segurança veicular.

A portaria torna obrigatório constar no documento do carro que ele não foi levado ao recall, com dois objetivos: o primeiro, para que o novo proprietário saiba que o carro tem que ser levado à concessionária.

O segundo é o do constrangimento: ‘será que eu vou comprar um carro tão mal cuidado que sequer foi levado para o recall pelo dono anterior? Mesmo sabendo que se trata de um problema de segurança e o que o reparo é gratuito?’

Recall de carros
EPSON MFP image
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário