As peças de reposição do mercado paralelo são confiáveis?

Por BORIS FELDMAN24/04/18 às 14h59

Comprar  peças de reposição do automóvel no mercado paralelo ou na concessionária? Se somente o preço for levado em consideração, provavelmente a eleita será a primeira opção. Mas, as duas tem a mesma qualidade?

[TRANSCRIÇÃO]

Na hora de comprar peças de reposição para o seu automóvel você tem duas opções básicas: ou na concessionária, ou nas lojas de peças independentes, no chamado mercado paralelo. Vantagens e desvantagens? Na concessionária você tem certeza de estar comprando um componente aprovado com o controle de qualidade da própria montadora. No mercado paralelo você pode encontrar exatamente as mesmas peças, mas com a embalagem de quem a fabricou e, não mais, a da montadora. Mas corre o risco de encontrar peças produzidas em fundo de quintal, sem qualidade e que pode ser o barato que sai caro.

Como distinguir uma da outra? Se o componente foi produzido por uma empresa internacionalmente conhecida, com imagem, com solidez e que fornece para amontadora, nenhum problema. Eu estou falando de marcas como a Bosch, a Delphi, Magneti Marelli, Gates, SKF que são fornecedoras da montadora e do mercado de reposição. Mas existem várias outras de muita qualidade e que, neste caso, você terá que confiar na loja onde você está comprando a peça para não levar gato por lebre. Não se esqueça de, qualquer que seja o componente, pedir sempre a nota fiscal de venda para se garantir no futuro.

Comprar as peças de reposição do automóvel no mercado paralelo ou na concessionária

Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Deixe um comentário