Etanol tem variação de preço de até 42% no Sudeste

Levantamento de empresa privada mostra, também, as regiões do Brasil com os maiores e menores preços de combustíveis

Por AutoPapo27/06/19 às 18h00

O preço dos combustíveis segue em alta nos postos da Região Sudeste, revelou o levantamento de maio do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), da empresa de gestão de abastecimento e manutenção, Ticket Log. Com exceção do etanol, que recuou 1,3%, foi o terceiro mês consecutivo de aumento. Além disso, os dados também mostraram uma grande variação no preço entre estados.

posto de combustivel

A gasolina chega a apresentar variação de até 16%, com destaque para o Rio de Janeiro, onde o litro alcança os R$ 5. Já o etanol, comercializado a R$ 3,11, apresenta uma diferença de até 42% entre os postos da região.

O estudo também revelou que o Sudeste apresenta o menor valor médio para a gasolina (R$ 4,622) e o etanol (R$ 3,110) de todo o país. Em São Paulo, estão os menores preços de todo o território nacional, com o litro vendido a R$ 4,31 e R$ 2,79, respectivamente.

“A variação entre os estados chama atenção principalmente para o etanol, pois é na região onde o preço do combustível mais varia. Em São Paulo, por exemplo, o litro custou em média R$ 2,79, ante os R$ 3,99 do Rio de Janeiro. Ainda assim, os motoristas da região chegam a pagar 20% a menos pelo combustível, quando comparado ao Norte”, destaca o diretor geral de frota e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau.

comparativo por regiao

Os dados também mostram que a gasolina registrou alta de 2,5%, acompanhada pelo diesel comum e pelo diesel S-10, ambos com reajuste de 2%. Contudo, o etanol e o gás veicular natural (GNV) ficaram 1,3% e 0,5% mais baratos nas bombas de todo o Sudeste, respectivamente, no comparativo com abril.

No recorte por estado, o Rio de Janeiro concentra as maiores médias do etanol e da gasolina, com o litro a R$ 3,99 e R$ 5, respectivamente. Enquanto isso, São Paulo lidera o ranking dos combustíveis mais baratos, com a gasolina comercializada a R$ 4,31; o etanol a R$ 2,799; e o GNV a R$ 2,899.

Os motoristas de Minas Gerais pagaram mais uma vez pelo diesel comum e GNV mais caros da região, com o preço médio de R$ 3,73 e R$ 3,595, respectivamente. No Espírito Santo, o destaque é para a alta de 3,3% do etanol, comercializado a R$ 3,99, ante os R$ 3,86 de abril.

comparativo estados sudeste abril
comparativo estados sudeste maio

No contexto nacional, mesmo diante das medidas de manutenção dos valores nas bombas, em maio, o diesel registrou o maior preço médio dos últimos 12 meses. Com o combustível vendido à média de R$ 3,822, o valor chegou a ser 5% maior que o registrado nas bombas semanas antes da crise de abastecimento que afetou o país em 2018. No mesmo período do ano passado, o litro apresentava média de R$ 3,65.

A gasolina, com média de R$ 4,704, apresentou variação de 2%, quando comparada ao valor identificado nos postos durante o pico da crise, que era de R$ 4,61. Já o etanol, com o litro à média de R$ 3,711, apresentou variação de até 26%, no comparativo aos R$ 2,93 mapeado pelo IPTL em 2018, durante os dias afetados pela falta de abastecimento.

O IPTL é um índice mensal de preços de combustíveis levantados com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log. Ele leva em conta os veículos administrados pela marca, que são 1 milhão ao todo, com a média de oito transações por segundo, de acordo com a própria empresa.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (2 votos, média: 5,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    RONALDO CORREIA NEISSIUS 28 de junho de 2019

    O problema no Rio de Janeiro é o ICMS exorbitante nos preços… herança de ex governador Pezão e seguido a risca por esse outro que entrou… não mudou nada e o povo que se exploda!!!

Avatar
Deixe um comentário