Quer abastecer com etanol? Saiba em quais estados vale a pena

Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná e São Paulo são os estados que têm a relação entre etanol e gasolina abaixo de 70%

Por Laurie Andrade12/06/18 às 15h00

O AutoPapo já publicou que existe uma regrinha prática para saber se vale a pena abastecer com etanol os modelos flex. A lógica é bem simples: o motorista divide o valor do etanol pelo da gasolina e, se a porcentagem for menor que 70%, compensa encher o tanque com o combustível feito da cana-de-açúcar.

Em razão do desenvolvimento dos motores e do próprio combustível, pesquisadores já questionam essa proporção e colocam o percentual ideal como 75%. Na dúvida, o melhor é, então, calcular o consumo do carro com a gasolina, com o etanol e verificar qual a diferença entre esses números.

Usando a prática regrinha dos 70%, calculamos em quais estados brasileiros é melhor abastecer com etanol. Confira os cinco estados brasileiros em que a proporção está mais vantajosa.

Com base no Levantamento de Preços e de Margens de Comercialização de Combustíveis da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizado entre os dias 03 e 09 de junho, é possível perceber que em apenas cinco estados brasileiros vale a pena abastecer com etanol. Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Paraná têm, respectivamente, as menores relações entre o combustível derivado da cana e gasolina. Roraima, por sua vez, é o estado onde a gasolina leva mais vantagem.

Na tabela abaixo, os preços médios da gasolina e do etanol, em reais, e a relação entre seus preços em cada um dos estados do Brasil:

ESTADO   PREÇO MÉDIO DA GASOLINA PREÇO MÉDIO DO ETANOL RELAÇÃO
ACRE 5,03 3,98 79%
ALAGOAS 4,69 3,62 77%
AMAPÁ 4,19 3,79 90%
AMAZONAS 4,69 3,62 77%
BAHIA 4,64  3,52 75%
CEARÁ 4,78 3,76  78%
DISTRITO FEDERAL 4,70 3,57 75%
ESPÍRITO SANTO  4,53  3,52 77%
GOIÁS  4,83 2,97 61%
MARANHÃO 4,31 3,63 84%
MATO GROSSO 4,64 2,71 58%
MATO GROSSO DO SUL 4,41 3,36 76%
MINAS GERAIS 4,90 3,11 63%
PARÁ 4,56 3,71 81%
PARAÍBA 4,34 3,27 75%
PARANÁ 4,48 3,05 68%
PERNAMBUCO  4,59 3,46 75%
PIAUÍ 4,61 3,44 74%
RIO DE JANEIRO  5,01 3,61 72%
RIO GRANDE DO NORTE  4,53 3,58 79%
RIO GRANDE DO SUL 4,76 4,04 84%
RONDÔNIA 4,52 3,80 84%
RORAIMA 4,33 3,76 86%
SANTA CATARINA 4,29 3,51 81%
SÃO PAULO 4,41  2,83  64%
SERGIPE  4,41 3,63  82%
TOCANTINS  4,74 3,66  77%

5 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Rodolfo 13 de junho de 2018

    Kadu,
    …. Para quem pensa que álcool (etanol) é limpo em relação a gasolina, veja este teste de um motor FLEX.
    …. Em todos os poluentes a gasolina (aliás gasool – 22% de álcool) só polui mais no CO2, isso porque o álcool polui 7,5% a menos de CO2 que a gasolina.
    …. O etanol em um motor flex só não produz o Material Particulado – MP, porém produz os gases poluentes descritos abaixo, que são em maiores teores que o motor flex usando somente gasolina. Mas também a gasolina pura não tem aldeíodo (RCHO) que é também um gás que polui o meio ambiente, e quanto maior o teor de etanol na gasolina maior é a emissão de aldeíodos (RCHO), ou seja, é uma faca de dois gumes… não tem MP mas tem aldeíodos.
    – monóxido de carbono – CO;
    – óxidos de nitrogênio – NOx;
    – aldeíodos – RCHO;
    – hidrocarbonetos não-metano – NMHC;
    – metano – CH4.
    ….. Vale também lembrar que felizmente em 2014 foi lançada a gasolina S50 (50 ppm de enxofre), sendo que antes eram 800 ppm de enxofre, assim o meio ambiente agradece!
    ….. No teste tem três combustíveis:
    – etanol – 100%;
    – A85 – 85% etanol e 15% gasolina;
    – A22 – gasool (22% etanol e 78% gasolina)
    …. Veja o artigo no link abaixo:
    http://www.proceedings.blucher.com.br/pdf/engineeringproceedings/simea2013/PAP51.pdf
    ….. E no site do Ministério do Meio Ambiente tem o Inventário Nacional de Emissões Atm. de Veículos 2013, nele também se observa que motor FLEX polui mais usando álcool. Veja as emissões na Tabela 6 na página 33:
    http://www.mma.gov.br/images/arquivo/80060/Inventario_de_Emissoes_por_Veiculos_Rodoviarios_2013.pdf
    …. Outra coisa que digo aqui é que é uma hipocrisia dizer que álcool é ecológico… e o povo vai na valsa. Já imaginaram quantas florestas são derrubadas para se plantar cana de açúcar? Cadê o ecologicamente correto nisso? Já imaginaram se o Brasil fosse o maior exportador do mundo de álcool para veículos automotores?… Além de acabar com as florestas, os produtores rurais iriam parar de produzir por exemplo arroz e feijão para produzir cana, então iria faltar feijão e arroz no mercado interno, então a gente teria que importá-los!
    ….. Tenho um Gol ano 1990, a gasolina, e na Inspeção Ambiental de São Paulo-SP de 2010 a 2013, os carros movidos a álcool tinham tolerâncias maiores de poluição de HC. E não dizem que carro a álcool polui menos?
    ….. Dizem que “Só após a tal compensação pelo que a planta do etanol, a cana de açúcar no caso, tira de poluentes durante sua vida.” Mas as florestas que foram derrubadas e as plantações de verduras e grãos e etc também tiram esse CO2… e a cana-de-açúcar tira as florestas.
    ….. E a propósito… CO2 quem mais produz são os seres humanos… respiram 24 horas por dia… somos mais de 7 bilhões no mundo… já carros ficam em funcionamento em média uns minutos por dia para ir e voltar do trabalho e olhe lá…, exceto nas grandes metrópolis como São Paulo/SP… que o trânsito é caótico no horário de pico. E também o gado produz muito CO2… então é conversa fiada desse efeito estufa ser só por conta dos motores de combustão interna…
    ….. E ainda “os 15 maiores navios do mundo emitem mais NOx do que todos os automóveis do planeta” conforme artigo do link abaixo:
    https://www.razaoautomovel.com/2017/03/15-navios-puluem-mais-que-os-automoveis
    ….. Carro elétrico polui indiretamente… as Usinas Hidrelétricas desmatam florestas para fazer represas para as turbinas, veja o caso Belo Monte. E quando a represa está baixa se tem que usar as Usinas Térmicas que poluem muito ou Nuclear que tem o lixo radioativo e risco de acidente nuclear como o de Chernobyl e o do Fukushima/Japão.
    ….. E o descarte das baterias dos carros elétricos ou reciclagem será que vinga? Pois não vejo ninguém reciclar bateria de celulares que é o mesmo princípio… ions de lítio, nem mesmo pilhas AAA Duracel, Rayovac, etc, de relógio, lanterna, etc. Comprar celular, pilha é fácil, vai você querer descartar isso em algum lugar de coleta… se achar ótimo nas metrópolis, mas nas cidades do interior duvido que a maioria delas tenha pontos de coleta.
    ….. E ainda reciclar tem seu custo, lembro que li uma vez uma revista do ramo marítimo que a Polícia Federal uma vez apreendeu no Porto de Santos lixo doméstico e lixo reciclável vindo da Europa… Vejam uma reportagem do tipo no link abaixo:
    “Contêiner com lixo doméstico europeu chega a porto no RS – 17/ago/2010”:
    http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/conteiner-com-lixo-domestico-europeu-chega-a-porto-no-rs/n1237751476802.html
    …. Assim se lixo reciclável alguns não reciclam… mandam para os países de terceiro mundo… então será que os jogos de baterias de lítio de um carro elétrico serão de fato reciclados?
    ….. Se temos que diminuir o uso de combustíveis fósseis a solução seria o governo investir melhor em transporte público, pois o metrô e os trens estão num ritmo de crescimento insatisfatório com relação ao da população. No ônibus, metrô ou trem a gente parece dentro de uma lata de sardinha. Pois se um dia o transporte público for no nível de Londres, Nova York etc, aí sim muita gente vai deixar o carro na garagem e então o meio ambiente vai agradecer.
    ….. Por fim, a pessoa ecologicamente correta que mora nas grandes metrôpoles como por exemplo São Paulo/SP, ao invés de ir trabalhar de carro, poria ir de transporte coletivo ou alugar a própria casa e alugar outra próxima ao trabalho, podedo assim ir trabalhar a pé. Assim unido o útil e o agradável e ganhando qualidade de vida fugindo desse trânsito caótico que é aqui em São Paulo/SP, onde para se andar 15 km se leva mais de 1 hora no horário de pico (7:00 às 10:00 hs e 16:00 às 20:00 hs).
    ….. Eu por exemplo vou trabalhar de ônibus, pois não suporto o trânsito caótico de São Paulo/SP, trabalho a uns 5 km de casa… em torno de 30 minutos chego no meu trabalho. Ganhei qualidade de vida deixando o carro na garagem para ir trabalhar…

  • Carlos Eduardo 13 de junho de 2018

    Bom eu não concordo com a dúvida de abastecer com álcool ou gasolina, na minha opinião, nós Brasileiros não sabemos valorizar oq todos os países no mundo gostariam de ter, que é um combustível “limpo” e eficiente, gerando empregos locais e não de fora, o pro álcool foi uma ideia genial, e foi abandonada por conta da Petrobrás, que ganha mais com gasolina do que com álcool, qualquer país no mundo defenderia o álcool com todas as forças, mas aqui não, ficamos contando se a gasolina tem autonomia de 10% a mais, na França o povo tem BMW, Mercedes, etc. Mas TB tem um carro Renault, Peugeot ou Citroen, isso por ser melhores? Não por ajudar o país, defender os empregos, etc. Mas aqui somos desde sempre a ser manipulado pelos interesses de grandes companhias, como montadoras, industria do Petróleo, por isso acabaram com as ferrovias, é assim vai…

  • Kadu 13 de junho de 2018

    Bom eu não concordo com a dúvida de abastecer com álcool ou gasolina, na minha opinião, nós Brasileiros não sabemos valorizar oq todos os países no mundo gostariam de ter, que é um combustível “limpo” e eficiente, gerando empregos locais e não de fora, o pro álcool foi uma ideia genial, e foi abandonada por conta da Petrobrás, que ganha mais com gasolina do que com álcool, qualquer país no mundo defenderia o álcool com todas as forças, mas aqui não, ficamos contando se a gasolina tem autonomia de 10% a mais, na França o povo tem BMW, Mercedes, etc. Mas TB tem um carro Renault, Peugeot ou Citroen, isso por ser melhores? Não por ajudar o país, defender os empregos, etc. Mas aqui somos desde sempre a ser manipulado pelos interesses de grandes companhias, como montadoras, industria do Petróleo, por isso acabaram com as ferrovias, é assim vai…

  • Eric 13 de junho de 2018

    Etanol R3,61 em média no Rio de Janeiro? Na região metropolitana só tenho visto a R$3,99

  • Rodolfo 13 de junho de 2018

    km/litro se dá uma noção do consumo, mas o que verdadeiramente informa o custo do que é mais vantajoso é o custo do quilômetro rodado (R$/Km). No vídeo do link abaixo eu explico com se calcula isso:

    EDITADO

Deixe um comentário