Diferença de 70% não é mais a regra para escolher gasolina ou etanol

Evolução dos motores flex e realidade de cada motorista trazem resultados diferentes em relação aos números divulgados pelo Inmetro

Por AutoPapo18/09/18 às 08h00

Há mais de 15 anos no mercado, os carros equipados com motor flex – que aceitam gasolina ou etanol em qualquer proporção – ainda são cercados de mitos. Um deles é quando usar gasolina ou etanol levando em conta o preço dos dois combustíveis.

No começo, foi estabelecido que, se o valor do etanol fosse até 70% do preço da gasolina, abastecer com o combustível renovável seria vantajoso. Mas, pela evolução técnica dos motores e do próprio etanol, hoje, essa proporção está diferente e pode chegar a até 75%.

O presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), Mário Campos, sugere que cada motorista faça as contas e veja qual a proporção é a correta. Para ele, nem mesmo as medições do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, feitas pelo Inmetro, refletem a realidade.

“Os testes feitos pelo Inmetro tem como base a gasolina com uma mistura de 22% de álcool anidro. Hoje, a gasolina vendida nos postos tem 27%. O número que está ali pra gasolina não reflete a verdadeira quilometragem que aquele carro poderá rodar com gasolina. Se o teste fosse feito com a gasolina com 27% de anidro, o consumo com esse combustível seria maior”, afirma Campos.

Gasolina ou etanol

Para exemplificar essa diferença, a entidade que representa os produtores de etanol de São Paulo – Unica – contratou o Instituto Mauá de Tecnologia para realizar testes, em campo, com automóveis usando etanol hidratado e gasolina vendida nos postos, com 27% de álcool anidro, para mostrar que os números de consumo divulgados pelo Inmetro não refletem a realidade em relação a esses dois combustíveis.

Foram utilizados 20 veículos: cinco unidades de quatro modelos diferentes (compactos 1.0 e 1.6, sedã médio e utilitário esportivo). Eles percorreram 27 km em trechos urbanos e 30 km em rodovias. Cada um desses circuitos foi repetido 15 vezes. Os trajetos foram definidos seguindo o padrão de testes e análises já realizados pelo Instituto Mauá em vias públicas.

Avaliado por meio de análise estatística, o desempenho médio do etanol comum em relação à gasolina comum, que contém 27% de etanol anidro, para os modelos de veículos testados variou de 70,7% a 75,4%. Como referência, os valores encontrados para os mesmos modelos de veículos pela norma do Inmetro foram, respectivamente, 66,7% a 72,1%.

Esse percentual também varia, principalmente, com o perfil de direção do motorista e a tecnologia embarcada no veículo.

Regra de 70% não vale mais para escolha da gasolina ou etanol
Foto Marcelo Camargo | Agência Brasil

Como calcular o consumo?

Em carros equipados com computador de bordo: eles apontam quanto quilômetros por litro (km/l) o seu automóvel está fazendo. Dessa forma é possível avaliar melhor quando usar álcool ou gasolina.

Em modelos importados não é tão simples. Eles apontam o consumo em litros consumidos a cada 100 km rodados (l/100 km). Neste caso, é necessário fazer uma conta rápida para calcular o consumo: dividir a distância pela quantidade de combustível gasto. Por exemplo: um automóvel que faz 12 l/100 km tem uma média de 8,3 km/l (100/12 = 8,3)

Mas e nos carros que não tem computador de bordo? Neste caso, vai dar um pouco mais de trabalho. Complete o tanque (até o desarme da bomba) e zere o hodômetro parcial (ou anote o número exato do hodômetro total). Após rodar a distância que for conveniente, complete o tanque mais uma vez (novamente, até o desarme) e divida a quantidade de litros abastecido pela quilometragem. O ideal, para calcular o consumo com maior precisão, é que a operação seja feita por três vezes.

O cálculo do rendimento do carro é importante, pois o motorista poderá verificar também qual combustível é mais econômico em função do preço na bomba. Existe a convenção de que o etanol é mais econômico se custar até 70% do preço da gasolina ou 30% mais barato (baseado no teste do Inmetro). Mas se levarmos em conta os atuais testes do Instituo Mauá o motorista poderá verificar que seu carro rende muito mais e então economizará usando etanol mesmo se o percentual estiver acima de 70%, podendo chegar até 75%!

Calculadora entre Gasolina ou Etanol



       

   




Em geral a melhor opção é:
(Na média, uma relação de 73% ou menos do preço do etanol em relação ao preço da gasolina, favorece o uso do álcool. Se for 74% ou mais, use gasolina.)

Veja, passo a passo, como calcular qual combustível é mais vantajoso:

  1. Divida o desempenho do etanol pelo desempenho da gasolina (se seu carro faz 7,3 km/litro com etanol e 10 km/l com gasolina, você deve dividir 7,3 por 10, que é igual a 0,73 ou 73%. Pronto, você achou o rendimento do carro com etanol).
  2. Faça agora o cálculo da relação do preço etanol/gasolina na bomba: divida o valor do etanol pelo do da gasolina (exemplo: se o litro do etanol custou R$ 2,74 e o da gasolina R$ 4,64, a relação, então, é de 0,59 ou 59%).
  3. A relação de preço acima (59%) dá uma enorme economia ao consumidor que optar por abastecer seu veículo com etanol. Se este cálculo resultar em 73%, por exemplo, o motorista também estará economizando ao optar pelo etanol.

Boris Feldman fala mais sobre esse assunto

Ouça a dica do Boris no programa AutoPapo nas rádios:

[TRANSCRIÇÃO]

Quando o dono de um carro flex vai abastecer, ele já conhece aquela regrinha da diferença dos custos. Se o etanol estiver custando até 70% do custo da gasolina, ele vale mais a pena. Caso contrário, abastece com gasolina. Mas aí vem a dúvida: todos os motores respeitam essa regrinha dos 70%? Claro que não, esse percentual pode variar de 68, 69, até 71, 72%. A quem diga que pode ser alterado até para 75%. Como saber? Fazendo as continhas. É só abastecer o carro com gasolina e fazer a conta: quantos quilômetros ele andou com 1 litro de gasolina? Pois abastece com etanol, faz a mesma conta, quantos quilômetros por litro de etanol ele rodou. Se essa diferença de consumo for de 30%, vale então a regrinha dos 70% da diferença do custo. Se a diferença de consumo foi maior ou menor, ajuste a regrinha para esse percentual que você encontrou específico do seu carro.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Clique na estrela para avaliar.
48 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Luizcarlosguerra 18 de setembro de 2018

    Gasolina a 484
    Etanol 325
    Qual devo usar tenho um jeep compass 2018

    • Leonelson Bertora 18 de setembro de 2018

      Meu camarada, boa tarde! Sugiro vc fazer a média de consumo de um tanque completo com gasolina e comparar com a média de um tanque com álcool, no seu Compass. Isso para a cidade, ou estrada, por exemplo. Fiz isso com meu Focus para saber o que vale mais.

    • Guilherme Campos 21 de janeiro de 2019

      3,25 / 4,84 = 0,67 (67%) Ou seja abaixo de 75%. O etanol sai mais em conta.

  • Edimilço 18 de setembro de 2018

    Cara gasolina tá um roubo * tem q e andar no álcool enquanto valer a pena depois no gás porque gasolina tem q apodrecer nos postos bando de ladrão 5 reis um litro vai roubar pra se preso bando de *

    EDITADO

  • Antonio 18 de setembro de 2018

    A instrução de dividir a quantidade de litros pela quilometragem está errada. É ao contrário!

    • Tucano 18 de setembro de 2018

      Exatamente! Também percebi o equívoco!

    • Geraldo 19 de setembro de 2018

      Verdade, começou bem a matéria, mas depois…kkk

    • Renato 19 de setembro de 2018

      Não está, leia de novo e irá ver que está correto.Mas tem que ler direito!!

  • Otavio 18 de setembro de 2018

    Aqui em Brasília a gasolina está sendo vendida em alguns postos a 5 reais o litro coloquei etanol há 3.09 o litro praticamente 2 Reis de diferença compensa o etanol sendo que meu carro e 1.0 3 cilindros gasolina tá um roubo.

  • Marcus Caldas 18 de setembro de 2018

    Em minha Ferrari F430, eu fiz as contas, tá mais vantajoso usar o álcool…
    Ela engasga um pouco mas continua rodando numa boa.
    Futuramente pretendo por um kit gás nela!

    • Francisco 18 de setembro de 2018

      Invejoso … coloquei kit gás em minha Lamboguini e não ficou xôxa não… mas bebe um pouco mais. Kkkkk

      • Carlos 18 de setembro de 2018

        Será que fazem conversão em jatinho particular? e que o combustível pra avião tá caro que só, vou 3 vzs por semana em Dubai e tá pesando um pouco no orçamento.

      • Ozotoceros 15 de novembro de 2018

        Uso etanol no meu helicóptero. Roda prá cima e prá baixo muito bem.

    • Jorginho Magnata das Galaxias 9 de abril de 2019

      Sim, no meu navio cruzeiro com heliporto+helicóptero acoplado com pista de pouso para meu jatinho particular fiz a conversão para gás natural em 2008, porém ele perde potencia e quando preciso carregar o navio com minha coleção de 300 veículos não desempenha bem além de gastar mais. É também muito complicado o fato de ter que todos saírem do navio cada vez que vamos abastecer o mesmo com o gás, e ter q apresentar o selo do INMETRO, além de q pago uma taxa de 300.000,00 para vistoria cautelar todo ano. Sendo assim voltei para o diesel porém gosto de abastecer somente no brasil pois ele vem com raspas de ouro e diamantes que melhora a performance de navio, deve ser esse o motivo do preço mais caro, mas preço não é problema para mim.

  • Gilson 18 de setembro de 2018

    O povo está pagando pela incompetência e ladroagem do governo. Deixaram a Petrobrás na situação que se encontra. E ainda tem pessoas que vão votar neles. Após a eleição eles esquecem o povinho e vão continuar roubando.

  • Sidney fontes 18 de setembro de 2018

    Tem mecânico que diz não misturar gasolina com etanol meu carro é flex como faço.

    • Samarone 18 de setembro de 2018

      Troca de mecânico.

  • Sidney 18 de setembro de 2018

    Meu carro e flex posso misturar gasolina com etanol

  • Rogério 18 de setembro de 2018

    Claro que não. Um combustível limpa o outro. Só com gadolina aditivada não há formação de sujeira, mas há problema de predetonação. Eu uso 3 tanques de gasolina pra um de álcool, exceto quando vou calcular o consumo. Combustível é caro, mecânico é muito mais caro.

  • Felipe 18 de setembro de 2018

    Na minha opinião essa porcaria de etanol deveria custar R$ 1 no máximo, já que é um produto nacional alternativo a gasolina. Pode perguntar a qualquer dono de usina porquê o etanol é caro desse jeito e ele dirá “é uma questão de oferta e procura”. Ou seja, se o povo esquece do etanol, fica barato. Se todos usam, fica caro.

  • Dim 18 de setembro de 2018

    Simplificando a matéria toda ,o que compensa álcool ou gasolina, no flex do povão.

  • Graco 18 de setembro de 2018

    Infelizmente, no Brasil não se pode nem divulgar esse tipo de informação… é certeza matemática um aumento gradual do etanol sem nenhuma justificativa de custo, só porque o consumidor está lavando pequena vantagem!

  • Denis 19 de setembro de 2018

    Eu sempre faço a conta dividindo o valor do combustível pelo km/l.
    Por exemplo etanol 2,599/8km/l = R$ 0,33 o km rodado
    Gasolina 3,899 10= R$ 0,39 o Km rodado
    Eu que rodo no mínimo 5.000 km por mês, se eu optar pela gasolina, vou ter um gasto a mais de R$ 300,00

    • Darlan 6 de dezembro de 2018

      É isso aí cara, um jeito muito mais simples e objetivo de fazer o diagnóstico. Os caras estão há décadas repetindo essa coisa de 70%, quando basta dividir o preço do litro pelo consumo.

  • Ricardo Almeida 19 de setembro de 2018

    Se não fosse obrigatório o uso de 27% de álcool na gasolina o preço seria ainda mais interessante, porém os usineiros são poderosos… bancam campanhas …

  • Eduardo 19 de setembro de 2018

    Aqui no DF tem posto vendendo etanol a 3,82. Claro que existe um abuso aí. Estão aproveitando os aumentos abusivos da gasolina para subir o etanol também, e o ministério público não faz nada.

  • JEFFERSON PERALTA 19 de setembro de 2018

    Ja fazem 3 anos que eu não coloco 1 litro de gasolina em meus carros, não sinto a menor falta da gasolina.
    Mas esse ano percebi que o aumento no valor do etanol tem acontecido frequência com maior frequência, com certeza os distribuidores já se atentaram a regra acima.

  • Claudio Café 19 de setembro de 2018

    Tenho a solução, montei e instalei um kit vapor de gasolina no meu carro, antes fazia 15 kms l, Ágora está fazendo 21 kms l !
    Considerando ser um carro antigo estou muito satisfeito !

    • Jesus 12 de outubro de 2018

      Onde compro esse kit? Thanks!

    • Jose 14 de março de 2019

      Kkklklk para de mentir mano, já foi provado que valor de gasolina não resolve nada você tá querendo e acabar trouxa para vender o seu… se lascar viu

    • denise 4 de abril de 2019

      isso é verdade esse kit?

  • Edgard Aguiar Amaral 19 de setembro de 2018

    O álcool é feito elaborado pelas indústrias nacionais, é imprescindível que elas tenham a liberdade e prerrogativas de vendas diretas ao consumidor!!!!!!!!!! Isso vai alavancar a matriz energética no nosso país!!!

    • Aroldo Félix 19 de setembro de 2018

      Uma lógica burra. Se na gasolina já está composta por 27% de álcool, o que compramos não é puro e se não é puro deveria ser muito mais barata.
      Outra lógica burra minha. Se não fosse os cartéis no Brasil,no álcool poderia ser vendido por muito menos e ninguém usaria gasolina. Meu carro, Etios, anda igual usando álcool. Não uso gasolina.

      • Donizeti de Oliveira Calisto 19 de setembro de 2018

        Disse tudo , eu até tenho minhas dúvidas se na gasolina é adicionado somente 27% de etanol , sabendo que a gasolina está mais cara , não duvido nada de essa porcentagem ser maior…agora com o final da safra da cana de açúcar , o etanol está mais caro!!!

      • Binho 9 de abril de 2019

        kkkkkkk a desculpa é sempre a safra… cara cana de açúcar é uma praga.. joga no chão da sua casa 1 semana depois já tem capim de cana ali… isso é papo pra enganar o trouxa do brasileiro

  • Danilo Mellone 19 de setembro de 2018

    Qual o melhor teste para se fazer no combustível para saber se está adulterado?

  • Rafael Fernandes dos Santos 19 de setembro de 2018

    Com certeza o alcool é o melhor combustivel, se colocassem no mercado um carro 100% movido a alcool, com a devida configuração, taxa de compressao, etc. Com as tecnologias de hj, injeção direta, bicos injetores com aquecimento, etc, o alcool chegaria tranquilo a 85% de eficiencia. As montadoras no mundo todo competem pra reduzir o consumo e aumentar a eficiencia da gasolina, mas nenhuma compete pra aumentar a eficiencia do alcool, se tivesse uma competição, veriamos como aumentaria a eficiencia do alcool perante a gasolina. O risco seria somente uma crise na industria alcooleira, mas eu gostaria de correr o risco

  • Diogo 19 de setembro de 2018

    Opa
    Tenho uma S10 e ela faz 5,9 km no álcool e na gasolina 7,5 km
    No álcool economizo muito mais,
    Minha única dúvida se realmente o álcool danifica o Motor em menos tempo de uso do q a gasolina

  • Dias 19 de setembro de 2018

    No meu carango uso urinolina e faço 40 km/l .kkkkkk

  • Carlos Augusto 19 de setembro de 2018

    Estou rodan

  • Rodrigo 20 de setembro de 2018

    Sério? Desde meados de 2010 eu já tinha estudado sobre isso…..

  • Rodrigo Lipphaus 24 de setembro de 2018

    Aplicativo android que calcula a melhor opção entre álcool e gasolina na hora de abastecer. Caso saiba as médias do veículo ele leva as mesmas em consideração. Link para download: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.lipphaus.alcool_gasolina

  • Darlan 6 de dezembro de 2018

    Pra saber o que é mais vantagem, levando em conta apenas o consumo, basta dividir o preço do litro pelo consumo. Não precisa fazer um monte de contas e comparações proporcionais ou qualquer outro malabarismo aritmético.

    Um exemplo real do meu carro:

    Litro de gasolina: R$ 4,20
    Litro de etanol: R$ 3,40

    Consumo urbano com gasolina: 7,5 Km/l
    4,2 / 7,5 = 0,56

    Consumo urbano com etanol: 6 Km/l
    3,4 / 6 = 0,56

    Consumo de estrada com gasolina: 14 Km/l
    4,2 / 14 = 0,3

    Consumo de estrada com etanol: 11 Km/l
    3,4 / 11 = 0,3

    Nestes casos, em termos de consumo não há diferença entre usar gasolina ou etanol.
    No uso urbano eu gasto 56 centavos e na estrada 30 centavos por km rodado, independente do combustível.

    • Guilherme Campos 21 de janeiro de 2019

      Boa Darlan, essa também é uma forma de fazer o cálculo. E se você dividir 3,4 por 4,2 (preço do alcool / preço da gasolina) Vai chegar a 0,80 (ou 80%). O que mostra que a matéria está certa. A média não é mais 70%. No seu caso é 80%!

  • MRG 12 de janeiro de 2019

    Cada motorista deve fazer o seu cálculo, de acordo com o estilo de condução. Além da diferença de preço entre os combustíveis, vale lembrar que a maioria dos carros tem desempenho melhor com etanol, o que pode fazer o motorista aliviar o pé do acelerador e melhorar o consumo. Há também o fato de o etanol “sujar” menos a parte interna do motor do que a gasolina comum, o que pode impactar nos custos a longo prazo…

    • Guilherme Campos 21 de janeiro de 2019

      Concordo com você MRG, a única vantagem a favor da gasolina é a autonomia. Mesmo assim a autonomia do etanol será suficiente para enfrentar longos trechos sem postos de abastecimento, mesmo nos lugares mais remotos.

  • alexandre felipe rodrigues 27 de janeiro de 2019

    Bem eu faço o custo por quilometro rodado , meu carro no etanol e um avião para beber , na gasolina não bebe pouco e faz boa média faço 10 na gasolina e 7 no etanol

Deixe um comentário