Diferença de 70% não é mais a regra para escolher gasolina ou etanol

Evolução dos motores flex e realidade de cada motorista trazem resultados diferentes em relação aos números divulgados pelo Inmetro

Por AutoPapo 18/09/18 às 08h00

Há mais de 15 anos no mercado, os carros equipados com motor flex – que aceitam gasolina ou etanol em qualquer proporção – ainda são cercados de mitos. Um deles é quando usar gasolina ou etanol levando em conta o preço dos dois combustíveis.

No começo, foi estabelecido que, se o valor do etanol fosse até 70% do preço da gasolina, abastecer com o combustível renovável seria vantajoso. Mas, pela evolução técnica dos motores e do próprio etanol, hoje, essa proporção está diferente e pode chegar a até 75%.

O presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), Mário Campos, sugere que cada motorista faça as contas e veja qual a proporção é a correta. Para ele, nem mesmo as medições do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, feitas pelo Inmetro, refletem a realidade.

“Os testes feitos pelo Inmetro tem como base a gasolina com uma mistura de 22% de álcool anidro. Hoje, a gasolina vendida nos postos tem 27%. O número que está ali pra gasolina não reflete a verdadeira quilometragem que aquele carro poderá rodar com gasolina. Se o teste fosse feito com a gasolina com 27% de anidro, o consumo com esse combustível seria maior”, afirma Campos.

Gasolina ou etanol

Para exemplificar essa diferença, a entidade que representa os produtores de etanol de São Paulo – Unica – contratou o Instituto Mauá de Tecnologia para realizar testes, em campo, com automóveis usando etanol hidratado e gasolina vendida nos postos, com 27% de álcool anidro, para mostrar que os números de consumo divulgados pelo Inmetro não refletem a realidade em relação a esses dois combustíveis.

Foram utilizados 20 veículos: cinco unidades de quatro modelos diferentes (compactos 1.0 e 1.6, sedã médio e utilitário esportivo). Eles percorreram 27 km em trechos urbanos e 30 km em rodovias. Cada um desses circuitos foi repetido 15 vezes. Os trajetos foram definidos seguindo o padrão de testes e análises já realizados pelo Instituto Mauá em vias públicas.

Avaliado por meio de análise estatística, o desempenho médio do etanol comum em relação à gasolina comum, que contém 27% de etanol anidro, para os modelos de veículos testados variou de 70,7% a 75,4%. Como referência, os valores encontrados para os mesmos modelos de veículos pela norma do Inmetro foram, respectivamente, 66,7% a 72,1%.

Esse percentual também varia, principalmente, com o perfil de direção do motorista e a tecnologia embarcada no veículo.

Regra de 70% não vale mais para escolha da gasolina ou etanol
Foto Marcelo Camargo | Agência Brasil

Como calcular o consumo?

Em carros equipados com computador de bordo: eles apontam quanto quilômetros por litro (km/l) o seu automóvel está fazendo. Dessa forma é possível avaliar melhor quando usar álcool ou gasolina.

Em modelos importados não é tão simples. Eles apontam o consumo em litros consumidos a cada 100 km rodados (l/100 km). Neste caso, é necessário fazer uma conta rápida para calcular o consumo: dividir a distância pela quantidade de combustível gasto. Por exemplo: um automóvel que faz 12 l/100 km tem uma média de 8,3 km/l (100/12 = 8,3)

Mas e nos carros que não tem computador de bordo? Neste caso, vai dar um pouco mais de trabalho. Complete o tanque (até o desarme da bomba) e zere o hodômetro parcial (ou anote o número exato do hodômetro total). Após rodar a distância que for conveniente, complete o tanque mais uma vez (novamente, até o desarme) e divida a quantidade de litros abastecido pela quilometragem. O ideal, para calcular o consumo com maior precisão, é que a operação seja feita por três vezes.

O cálculo do rendimento do carro é importante, pois o motorista poderá verificar também qual combustível é mais econômico em função do preço na bomba. Existe a convenção de que o etanol é mais econômico se custar até 70% do preço da gasolina ou 30% mais barato (baseado no teste do Inmetro). Mas se levarmos em conta os atuais testes do Instituo Mauá o motorista poderá verificar que seu carro rende muito mais e então economizará usando etanol mesmo se o percentual estiver acima de 70%, podendo chegar até 75%!

Calculadora entre Gasolina ou Etanol



       

   




Em geral a melhor opção é:
(Na média, uma relação de 73% ou menos do preço do etanol em relação ao preço da gasolina, favorece o uso do álcool. Se for 74% ou mais, use gasolina.)

Veja, passo a passo, como calcular qual combustível é mais vantajoso:

  1. Divida o desempenho do etanol pelo desempenho da gasolina (se seu carro faz 7,3 km/litro com etanol e 10 km/l com gasolina, você deve dividir 7,3 por 10, que é igual a 0,73 ou 73%. Pronto, você achou o rendimento do carro com etanol).
  2. Faça agora o cálculo da relação do preço etanol/gasolina na bomba: divida o valor do etanol pelo do da gasolina (exemplo: se o litro do etanol custou R$ 2,74 e o da gasolina R$ 4,64, a relação, então, é de 0,59 ou 59%).
  3. A relação de preço acima (59%) dá uma enorme economia ao consumidor que optar por abastecer seu veículo com etanol. Se este cálculo resultar em 73%, por exemplo, o motorista também estará economizando ao optar pelo etanol.

Boris Feldman fala mais sobre esse assunto

Ouça a dica do Boris no programa AutoPapo nas rádios:

[TRANSCRIÇÃO]

Quando o dono de um carro flex vai abastecer, ele já conhece aquela regrinha da diferença dos custos. Se o etanol estiver custando até 70% do custo da gasolina, ele vale mais a pena. Caso contrário, abastece com gasolina. Mas aí vem a dúvida: todos os motores respeitam essa regrinha dos 70%? Claro que não, esse percentual pode variar de 68, 69, até 71, 72%. A quem diga que pode ser alterado até para 75%. Como saber? Fazendo as continhas. É só abastecer o carro com gasolina e fazer a conta: quantos quilômetros ele andou com 1 litro de gasolina? Pois abastece com etanol, faz a mesma conta, quantos quilômetros por litro de etanol ele rodou. Se essa diferença de consumo for de 30%, vale então a regrinha dos 70% da diferença do custo. Se a diferença de consumo foi maior ou menor, ajuste a regrinha para esse percentual que você encontrou específico do seu carro.

Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (14 votos, média: 4,86 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
51 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Etevaldo 19 de novembro de 2019

    No meu caso, apesar de usar mais ETANOL do que gasolina, pela minha condução que geralmente não passa de 100km/h, e testando os dois combustíveis, percebi que o gasto praticamente fica no mesmo. Entretanto, percebo melhor desempenho usando ETANOL do que GASOLINA.
    Ao subir ladeiras por exemplo, consigo subir na quinta marcha, enquanto que usando gasolina pede quarta.
    Colocando o mesmo valor tanto de ETANOL quanto GASOLINA (R$50,00) percebi que o rendimento foi significativamente melhor usando ETANOL. Ou seja, sobrou mais combustível depois de percorrer a mesma distância usando ETANOL.
    Conclui então, que pra mim está sendo mais vantajoso usar ETANOL, visto que até mesmo melhor desempenho e quilometragem o mesmo me proporciona.

  • Avatar
    Marcos andre franco 14 de novembro de 2019

    Pessoal, boa noite, infelizmente os carros de cilindrada pequena são uma ilusão, 1.0 / 1.5 … não vale mais a pena comprar, o consumo aumenta muito acima de 100 km / hora… acredito que dificilmente andem a 80km / hora pensando na econômica, e por experiência própria sugiro a compra de carros 2.0 muito mais econômicos e mais potência ecomomizando muito mais, devido que eles andam a 110 km/ hora a baixa revolução… fazendo uma média muito boa, ao contrário dos pequenos…. tenham uma boa noite!!!

  • Avatar
    alexandre felipe rodrigues 27 de janeiro de 2019

    Bem eu faço o custo por quilometro rodado , meu carro no etanol e um avião para beber , na gasolina não bebe pouco e faz boa média faço 10 na gasolina e 7 no etanol

  • Avatar
    MRG 12 de janeiro de 2019

    Cada motorista deve fazer o seu cálculo, de acordo com o estilo de condução. Além da diferença de preço entre os combustíveis, vale lembrar que a maioria dos carros tem desempenho melhor com etanol, o que pode fazer o motorista aliviar o pé do acelerador e melhorar o consumo. Há também o fato de o etanol “sujar” menos a parte interna do motor do que a gasolina comum, o que pode impactar nos custos a longo prazo…

    • Avatar
      Guilherme Campos 21 de janeiro de 2019

      Concordo com você MRG, a única vantagem a favor da gasolina é a autonomia. Mesmo assim a autonomia do etanol será suficiente para enfrentar longos trechos sem postos de abastecimento, mesmo nos lugares mais remotos.

  • Avatar
    Darlan 6 de dezembro de 2018

    Pra saber o que é mais vantagem, levando em conta apenas o consumo, basta dividir o preço do litro pelo consumo. Não precisa fazer um monte de contas e comparações proporcionais ou qualquer outro malabarismo aritmético.

    Um exemplo real do meu carro:

    Litro de gasolina: R$ 4,20
    Litro de etanol: R$ 3,40

    Consumo urbano com gasolina: 7,5 Km/l
    4,2 / 7,5 = 0,56

    Consumo urbano com etanol: 6 Km/l
    3,4 / 6 = 0,56

    Consumo de estrada com gasolina: 14 Km/l
    4,2 / 14 = 0,3

    Consumo de estrada com etanol: 11 Km/l
    3,4 / 11 = 0,3

    Nestes casos, em termos de consumo não há diferença entre usar gasolina ou etanol.
    No uso urbano eu gasto 56 centavos e na estrada 30 centavos por km rodado, independente do combustível.

    • Avatar
      Guilherme Campos 21 de janeiro de 2019

      Boa Darlan, essa também é uma forma de fazer o cálculo. E se você dividir 3,4 por 4,2 (preço do alcool / preço da gasolina) Vai chegar a 0,80 (ou 80%). O que mostra que a matéria está certa. A média não é mais 70%. No seu caso é 80%!

  • Avatar
    Rodrigo Lipphaus 24 de setembro de 2018

    Aplicativo android que calcula a melhor opção entre álcool e gasolina na hora de abastecer. Caso saiba as médias do veículo ele leva as mesmas em consideração. Link para download: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.lipphaus.alcool_gasolina

  • Avatar
    Rodrigo 20 de setembro de 2018

    Sério? Desde meados de 2010 eu já tinha estudado sobre isso…..

  • Avatar
    Carlos Augusto 19 de setembro de 2018

    Estou rodan

  • Avatar
    Dias 19 de setembro de 2018

    No meu carango uso urinolina e faço 40 km/l .kkkkkk

  • Avatar
    Diogo 19 de setembro de 2018

    Opa
    Tenho uma S10 e ela faz 5,9 km no álcool e na gasolina 7,5 km
    No álcool economizo muito mais,
    Minha única dúvida se realmente o álcool danifica o Motor em menos tempo de uso do q a gasolina

  • Avatar
    Rafael Fernandes dos Santos 19 de setembro de 2018

    Com certeza o alcool é o melhor combustivel, se colocassem no mercado um carro 100% movido a alcool, com a devida configuração, taxa de compressao, etc. Com as tecnologias de hj, injeção direta, bicos injetores com aquecimento, etc, o alcool chegaria tranquilo a 85% de eficiencia. As montadoras no mundo todo competem pra reduzir o consumo e aumentar a eficiencia da gasolina, mas nenhuma compete pra aumentar a eficiencia do alcool, se tivesse uma competição, veriamos como aumentaria a eficiencia do alcool perante a gasolina. O risco seria somente uma crise na industria alcooleira, mas eu gostaria de correr o risco

  • Avatar
    Danilo Mellone 19 de setembro de 2018

    Qual o melhor teste para se fazer no combustível para saber se está adulterado?

  • Avatar
    Edgard Aguiar Amaral 19 de setembro de 2018

    O álcool é feito elaborado pelas indústrias nacionais, é imprescindível que elas tenham a liberdade e prerrogativas de vendas diretas ao consumidor!!!!!!!!!! Isso vai alavancar a matriz energética no nosso país!!!

    • Avatar
      Aroldo Félix 19 de setembro de 2018

      Uma lógica burra. Se na gasolina já está composta por 27% de álcool, o que compramos não é puro e se não é puro deveria ser muito mais barata.
      Outra lógica burra minha. Se não fosse os cartéis no Brasil,no álcool poderia ser vendido por muito menos e ninguém usaria gasolina. Meu carro, Etios, anda igual usando álcool. Não uso gasolina.

      • Avatar
        Donizeti de Oliveira Calisto 19 de setembro de 2018

        Disse tudo , eu até tenho minhas dúvidas se na gasolina é adicionado somente 27% de etanol , sabendo que a gasolina está mais cara , não duvido nada de essa porcentagem ser maior…agora com o final da safra da cana de açúcar , o etanol está mais caro!!!

      • Avatar
        Binho 9 de abril de 2019

        kkkkkkk a desculpa é sempre a safra… cara cana de açúcar é uma praga.. joga no chão da sua casa 1 semana depois já tem capim de cana ali… isso é papo pra enganar o trouxa do brasileiro

  • Avatar
    Claudio Café 19 de setembro de 2018

    Tenho a solução, montei e instalei um kit vapor de gasolina no meu carro, antes fazia 15 kms l, Ágora está fazendo 21 kms l !
    Considerando ser um carro antigo estou muito satisfeito !

    • Avatar
      Jesus 12 de outubro de 2018

      Onde compro esse kit? Thanks!

    • Avatar
      Jose 14 de março de 2019

      Kkklklk para de mentir mano, já foi provado que valor de gasolina não resolve nada você tá querendo e acabar trouxa para vender o seu… se lascar viu

    • Avatar
      denise 4 de abril de 2019

      isso é verdade esse kit?

  • Avatar
    JEFFERSON PERALTA 19 de setembro de 2018

    Ja fazem 3 anos que eu não coloco 1 litro de gasolina em meus carros, não sinto a menor falta da gasolina.
    Mas esse ano percebi que o aumento no valor do etanol tem acontecido frequência com maior frequência, com certeza os distribuidores já se atentaram a regra acima.

  • Avatar
    Eduardo 19 de setembro de 2018

    Aqui no DF tem posto vendendo etanol a 3,82. Claro que existe um abuso aí. Estão aproveitando os aumentos abusivos da gasolina para subir o etanol também, e o ministério público não faz nada.

  • Avatar
    Ricardo Almeida 19 de setembro de 2018

    Se não fosse obrigatório o uso de 27% de álcool na gasolina o preço seria ainda mais interessante, porém os usineiros são poderosos… bancam campanhas …

  • Avatar
    Denis 19 de setembro de 2018

    Eu sempre faço a conta dividindo o valor do combustível pelo km/l.
    Por exemplo etanol 2,599/8km/l = R$ 0,33 o km rodado
    Gasolina 3,899 10= R$ 0,39 o Km rodado
    Eu que rodo no mínimo 5.000 km por mês, se eu optar pela gasolina, vou ter um gasto a mais de R$ 300,00

    • Avatar
      Darlan 6 de dezembro de 2018

      É isso aí cara, um jeito muito mais simples e objetivo de fazer o diagnóstico. Os caras estão há décadas repetindo essa coisa de 70%, quando basta dividir o preço do litro pelo consumo.

  • Avatar
    Graco 18 de setembro de 2018

    Infelizmente, no Brasil não se pode nem divulgar esse tipo de informação… é certeza matemática um aumento gradual do etanol sem nenhuma justificativa de custo, só porque o consumidor está lavando pequena vantagem!

  • Avatar
    Dim 18 de setembro de 2018

    Simplificando a matéria toda ,o que compensa álcool ou gasolina, no flex do povão.

  • Avatar
    Felipe 18 de setembro de 2018

    Na minha opinião essa porcaria de etanol deveria custar R$ 1 no máximo, já que é um produto nacional alternativo a gasolina. Pode perguntar a qualquer dono de usina porquê o etanol é caro desse jeito e ele dirá “é uma questão de oferta e procura”. Ou seja, se o povo esquece do etanol, fica barato. Se todos usam, fica caro.

  • Avatar
    Rogério 18 de setembro de 2018

    Claro que não. Um combustível limpa o outro. Só com gadolina aditivada não há formação de sujeira, mas há problema de predetonação. Eu uso 3 tanques de gasolina pra um de álcool, exceto quando vou calcular o consumo. Combustível é caro, mecânico é muito mais caro.

  • Avatar
    Sidney 18 de setembro de 2018

    Meu carro e flex posso misturar gasolina com etanol

    • Avatar
      Guilherme Campos 19 de setembro de 2018

      Sem dúvida e em qualquer proporção. Veja na matéria https://autopapo.com.br/blog-do-boris/misturar-gasolina-e-alcool-carro-flex/

    • Avatar
      Ademir 15 de julho de 2019

      Meu amigo acho melhor não pois o módulo não irá reconhecer o combustível certo e irá queimar mais combustível. O ideal é diversificar a cada 2 ou 3 tanques de álcool um de gasolina. Porém o álcool impregna nos bicos e futuramente haverá maior consumo de combustível e manutenção de velas e limpeza dos bicos.

  • Avatar
    Sidney fontes 18 de setembro de 2018

    Tem mecânico que diz não misturar gasolina com etanol meu carro é flex como faço.

    • Avatar
      Samarone 18 de setembro de 2018

      Troca de mecânico.

  • Avatar
    Gilson 18 de setembro de 2018

    O povo está pagando pela incompetência e ladroagem do governo. Deixaram a Petrobrás na situação que se encontra. E ainda tem pessoas que vão votar neles. Após a eleição eles esquecem o povinho e vão continuar roubando.

  • Avatar
    Marcus Caldas 18 de setembro de 2018

    Em minha Ferrari F430, eu fiz as contas, tá mais vantajoso usar o álcool…
    Ela engasga um pouco mas continua rodando numa boa.
    Futuramente pretendo por um kit gás nela!

    • Avatar
      Francisco 18 de setembro de 2018

      Invejoso … coloquei kit gás em minha Lamboguini e não ficou xôxa não… mas bebe um pouco mais. Kkkkk

      • Avatar
        Carlos 18 de setembro de 2018

        Será que fazem conversão em jatinho particular? e que o combustível pra avião tá caro que só, vou 3 vzs por semana em Dubai e tá pesando um pouco no orçamento.

      • Avatar
        Ozotoceros 15 de novembro de 2018

        Uso etanol no meu helicóptero. Roda prá cima e prá baixo muito bem.

    • Avatar
      Jorginho Magnata das Galaxias 9 de abril de 2019

      Sim, no meu navio cruzeiro com heliporto+helicóptero acoplado com pista de pouso para meu jatinho particular fiz a conversão para gás natural em 2008, porém ele perde potencia e quando preciso carregar o navio com minha coleção de 300 veículos não desempenha bem além de gastar mais. É também muito complicado o fato de ter que todos saírem do navio cada vez que vamos abastecer o mesmo com o gás, e ter q apresentar o selo do INMETRO, além de q pago uma taxa de 300.000,00 para vistoria cautelar todo ano. Sendo assim voltei para o diesel porém gosto de abastecer somente no brasil pois ele vem com raspas de ouro e diamantes que melhora a performance de navio, deve ser esse o motivo do preço mais caro, mas preço não é problema para mim.

  • Avatar
    Otavio 18 de setembro de 2018

    Aqui em Brasília a gasolina está sendo vendida em alguns postos a 5 reais o litro coloquei etanol há 3.09 o litro praticamente 2 Reis de diferença compensa o etanol sendo que meu carro e 1.0 3 cilindros gasolina tá um roubo.

  • Avatar
    Antonio 18 de setembro de 2018

    A instrução de dividir a quantidade de litros pela quilometragem está errada. É ao contrário!

    • Avatar
      Tucano 18 de setembro de 2018

      Exatamente! Também percebi o equívoco!

    • Avatar
      Geraldo 19 de setembro de 2018

      Verdade, começou bem a matéria, mas depois…kkk

    • Avatar
      Renato 19 de setembro de 2018

      Não está, leia de novo e irá ver que está correto.Mas tem que ler direito!!

  • Avatar
    Edimilço 18 de setembro de 2018

    Cara gasolina tá um roubo * tem q e andar no álcool enquanto valer a pena depois no gás porque gasolina tem q apodrecer nos postos bando de ladrão 5 reis um litro vai roubar pra se preso bando de *

    EDITADO

  • Avatar
    Luizcarlosguerra 18 de setembro de 2018

    Gasolina a 484
    Etanol 325
    Qual devo usar tenho um jeep compass 2018

    • Avatar
      Leonelson Bertora 18 de setembro de 2018

      Meu camarada, boa tarde! Sugiro vc fazer a média de consumo de um tanque completo com gasolina e comparar com a média de um tanque com álcool, no seu Compass. Isso para a cidade, ou estrada, por exemplo. Fiz isso com meu Focus para saber o que vale mais.

    • Avatar
      Guilherme Campos 21 de janeiro de 2019

      3,25 / 4,84 = 0,67 (67%) Ou seja abaixo de 75%. O etanol sai mais em conta.

Avatar
Deixe um comentário