Consumo do seu carro: aprenda a calcular

Em tempos de combustível com preços em alta, vale a pena você aprender a calcular o consumo do seu carro: ensinamos as principais formas

Por Felipe Boutros 24/05/18 às 11h58

Em tempos de combustível com preços em alta, vale a pena você aprender a calcular o consumo do seu carro. Em modelos equipados com computador de bordo, é fácil saber (na maioria dos casos): eles apontam quanto quilômetros por litro (km/l) o seu automóvel está fazendo.

Em alguns carros importados não é tão simples. Eles apontam o consumo em litros consumidos a cada 100 km rodados (l/100 km). Neste caso, é necessário fazer uma conta rápida para calcular o consumo: dividir a distância pela quantidade de combustível gasto. Por exemplo: um automóvel que faz 12 l/100 km tem uma média de 8,3 km/l (100/12 = 8,3)

Mas e nos carros que não tem computador de bordo? Neste caso, vai dar um pouco mais de trabalho. Complete o tanque (até o desarme da bomba) e zere o hodômetro parcial (ou anote o número exato do hodômetro total). Após rodar (o quanto for conveniente), complete o tanque mais uma vez (novamente, até o desarme) e divida a quantidade de litros abastecido pela quilometragem. O ideal, para calcular o consumo com maior precisão, é que a operação seja feita mesmo no posto.

Exemplo: após completar o tanque, o carro rodou 300 km. Ao encher novamente, foram admitidos 30 litros no tanque: 300 km dividido por 30 litros, o carro teve consumo de 10 km/l.

Para ter uma média confiável, faça todo esse procedimento três vezes. Some os três resultados e divida por três.

Exemplo

Três médias: 10 km/l, 11 km/, 12 km/l.

10 + 11 + 12 = 33

33/3: 11 km/l

Saber o consumo do seu automóvel pode ser útil também para saber quando é vantajoso escolher entre etanol e gasolina no caso dos carros flex. Por isso, se possível, faça essa operação com os dois combustíveis.

Há uma regra estabelecida há alguns anos de que o etanol é vantajoso se o preço dele estiver até 70% do valor da gasolina. Mas com a evolução dos motores flex, esse percentual pode ser mais alto.

aprenda como calcular o consumo

Foto Marcelo Camargo | Agência Brasil

9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Cesar Fontes Alberigi 5 de abril de 2020

    Show de bola essa explicação.
    Vou passar a fazer no meu ETIOS.

  • Avatar
    Nelson Maia 5 de abril de 2020

    Adoto o seguinte raciocínio: sendo o valor do álcool equivalente a 70% do valor da gasolina para tornar iguais a despesa, o valor gasto em um deslocamento de mesma quilometragem, mesma distância, não demonstra qualquer vantagem ao bolso do consumidor. Lembremos que o cálculo do percentual entre ambos os combustíveis é empírico, é portanto até certo ponto, suposto. Para que se apareça a vantagem para uso do álcool, o percentual deve estar abaixo de 70%.
    A vantagem para o consumidor é de verdade encontrada nas diferenças oferecidas por equipamento. Há motores que melhor que outros se comportam com o uso de álcool combustível, logo, se vc quiser economizar, pesquise e adquira o carro melhor apropriado.

  • Avatar
    Junior 18 de janeiro de 2020

    4° parágrafo:
    “e divida a quantidade de litros abastecido pela quilometragem.”
    Ou é o contrário? Quantidade de Kms por quantidade de Lts?

    • Avatar
      Cesar Fontes Alberigi 5 de abril de 2020

      Exemplo: após completar o tanque, o carro rodou 300 km. Ao encher novamente, foram admitidos 30 litros no tanque: 300 km dividido por 30 litros, o carro teve consumo de 10 km/l.

  • Avatar
    João Santana 25 de maio de 2018

    Parei no “complete o tanque”.

  • Avatar
    Rodolfo 24 de maio de 2018

    …. Em verdade independentemente de o carro flex ter 15 anos de uso ou ser 0 km, a conta que deve ser feita é o custo do quilômetro rodado com a gasolina e com o etanol. Poucas pessoas sabem fazer isso… Veja um exemplo:
    …. Suponhamos que um carro faça 15 km/litro na estrada de gasolina e que o preço a ser pago pelo litro seja R$ 4,30. Então o custo do quilômetro rodado da gasolina será:
    4,30 (R$/litro) / 15 (km/litro) = 0,29 R$/km.
    …. Feito isso fazer a mesma conta para a autonomia do mesmo carro usando etanol e o preço pago pelo etanol, assim o que tiver o menor custo do quilômetro rodado será o mais vantajoso.

    • Avatar
      Gustavo Alves Martins 15 de janeiro de 2020

      Cara ótima explicação, bem mais simples e mais eficaz, era isso que eu queria saber…

    • Avatar
      Alexandre P Silva 5 de abril de 2020

      Concordo com este cálculo de 4,30 (R$/litro Gasolina) / 15 (km/litro Consumo) = 0,29 R$/km(média) mas se eu quisesse rodar, por exemplo, 400Km de distância com gasolina eu multiplicaria 400 x 0,29 = R$104,00 que divido por R$4,30/litro = 24 litros. Meu consumo com etanol é de 9 (km/litro). O preço do Etanol caiu para R$2.79(SP) Fazendo a fórmula R$2,79 (Etanol) / 9 (km/litro consumo) = 0,31 R$/km(média). E se eu quisesse rodar os mesmos 400km com etanol, é só multiplicar 400km X 0.31 = R$124,00. ( R$124,00 / R$2,79 = 44 litros de Etanol). Para encher meu tanque com gasolina a R$4,30 X 45 litros = R$193,00.
      Comparações:
      45 litros de Gasolina: R$193,00 / 0,29 = (+/-) 665km p/ rodar
      45 litros Etanol: R$120,00 / 0,31 = (+/-) 390 km p/ rodar

      • Avatar
        Roberto de Souza cruz 6 de abril de 2020

        Ótima explicação

Avatar
Deixe um comentário