Os chineses não param! Suzhou Eagle produz “novo Isetta”

Fabricante chinesa não nega a semelhança: "Ter um BMW de luxo é o sonho de todos. Por isso, possuir o EG6330K é o primeiro passo para realizar o seu sonho". É mole?

Por AutoPapo09/02/18 às 09h55

Publicamos, há alguns dias, a história de um chinês que tentou “fantasiar” seu veículo de Posche e se deu mal. O modelo comprado pelo rapaz er um Zonghtai SR9, cópia chinesa do Macan. A verdade é que essa prática não é tão incomum quanto parece. A fabricante Suzhou Eagle divulgou imagens de um de seus próximos lançamentos, um modelo elétrico “tal qual” o BMW Isetta. O EG6330K é a cara do clássico, mas ostenta três portas a mais.

A motorização, por sua vez, é bem diferente do clássico da década de 1950. O “xing ling” tem motor elétrico acoplado a uma bateria de 72 kWh. O compacto não é dos mais velozes. Chega aos 60 km/h e tem autonomia de 120 quilômetros. Entre os itens de série do EG6330K estão (pasmem) ar-condicionado, rádio e quadro de instrumentos digital.

Veja as imagens do “novo Isetta” e compare com o original BMW:

A inspiração também não tinha como característica marcante a velocidade. No entanto, era bem econômico e rendia 25 km/l.

De acordo com o site especializado Car News China, o minicarro “atualizado” será vendido por aproximadamente 4 mil dólares, o que equivale hoje a R$ 13 mil. Valor um tanto quanto atraente… Razão pela qual a marca chinesa afirma, em seu site, que comprar o EG6330K é o primeiro passo para realizar o sonho de ter um modelo da marca alemã.

Fabricante chinesa Suzhou Eagle lança modelo "inspirado" em clássico da BMW. "Novo Isetta" é elétrico, tem quatro portas e deve custar quatro mil dólares.

VEÍCULOS RELACIONADOS

Veja mais sobre:


2 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Paulo Nolasco 14 de Fevereiro de 2018

    A China em pouco tempo terá a mesma tecnologia e qualidade dos japoneses, coreanos e europeus com preços chineses. É apenas questão de tempo.

  • João Vicente 9 de Fevereiro de 2018

    O povo pode até criticar, mas é desse jeito que os chineses estão se apropriando das tecnologias de ponta. Assim como os japoneses, daqui alguns anos eles que estarão ditando as cartas no tema “automóvel elétrico”. Quem viver, verá.

Deixe um comentário