Tharu, a arma secreta da Volkswagen

[EXCLUSIVO] VW quer entrar para valer na briga pelo mercado dos SUVs no Brasil. Além, do Tiguan Allspace, de sete lugares e do T-Cross, que começam a ser vendidos no ano que vem, prepara um novo modelo, o Tharu, previsto para chegar ao Brasil até 2021, via Argentina

Por Boris Feldman04/08/17 às 11h50

A Volkswagen quer entrar para valer na briga pelo denso mercado de SUVs no Brasil e conta com uma arma, que o Auto Papo revela com exclusividade: o Tharu. O modelo é um segredo guardado a sete chaves no mundo inteiro, mas já começamos a desvendá-lo.

O Tharu será produzido na China e na Argentina. Por aqui, receberemos as unidades fabricadas em território hermano. O desenvolvimento do SUV ficará por conta da Skoda, subsidiária tcheca do Grupo Volkswagen. O nome do modelo já foi registrado pela Volkswagen no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi). A procuradoria ficou por conta da agência de advocacia Dannemann, Siemsen, Bigler & Moreira, especialista em registro de marcas e patentes.

VW Tharu Inpi

Porém, o Tharu não será a única arma da VW para tentar conquistar o gosto dos brasileiros, que adoram os utilitários esportivos. A estratégia dos alemães conta com o já confirmado Tiguan Allspace (de sete lugares) e o T-Cross.

A palavra Tharu diz respeito a uma etnia que vive no Himalaia. Vale lembrar que o Touareg, SUV da VW, também faz referência a uma etnia. No caso, do povo nômade do deserto do Saara.

Tharu, o novo SUV da Volkswagen

O Touareg, aliás, é uma das opções de utilitário oferecido atualmente pela VW no mercado Brasileiro, junto com o Tiguan. Ambos têm um baixo volume de vendas, quando comparado aos concorrentes. O último, com preço sugerido de R$ 128.270, foi o que teve desempenho “menos pífio” no mercado – emplacando 417 unidades no primeiro semestre de 2017.

O Volkswagen Tharu ficará posicionado entre T-Cross e Tiguan Allspace (foto). O Tiguan não virá para o Brasil na versão de cinco lugares, somente na de sete, por isso há espaço para um SUV entre os outros dois. Vale destacar que, caso a versão de produção do T-Cross tenha dimensões similares às do conceito, o modelo terá cerca de 4,15 m de comprimento. Já o Tiguan de segunda geração com capacidade de transportar até sete passageiros tem 4,7 m de comprimento.

VW Tiguan Allspace, que ficará posicionado acima de T-Cross e Tharu

A aposta é que o Tharu fique num meio termo. O T-Roc – outro SUV da VW, que começa a ser vendido na Europa em breve – é apenas 10 cm maior que o T-Cross. Por isso, a vinda desse modelo para o Brasil é inviável e o projeto da Skoda é mais interessante para o nosso mercado como substituto natural do Tiguan de cinco lugares. Todos os novos modelos são construídos sobre a plataforma modular MQB.

Ainda não se sabe quais são opções de motorização que a Volswagen disponibilizará para o Tharu. No entanto, é possível que a montadora comercialize algumas das versões do modelo com propulsor já conhecido: o 1.5 TSI, que gera 150 cv de potência e equipa o Golf. As transmissões, como de praxe, deverão ser manual de seis velocidades ou automatizada DSG de dupla embreagem.

T-Cross, Tharu e Tiguan

Tiguan Allspace e T-Cross fecharão a trinca de SUVs da Volkswagen. O primeiro virá importado do México e poderá ser empurrado por motores 2.0 turbo, a gasolina, de 180 cv e 220 cv. Já o T-Cross será produzido no Brasil, na planta da montadora em São José dos Pinhais (PR). O T-Cross deverá ter como opções os propulsores 1.0 TSI de 128 cv, 1.6 MSI de 120 cv e um inédito motor 1.6 turbo.

O Volkswagen T-Cross chega ao mercado para duro embate contra Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta. O utilitário é construído sobre a mesma plataforma do novo Polo e do sedã Virtus. O SUV deve começar a ser vendido no Brasil no segundo semestre do ano que vem. O Tiguan Allspace já será comercializado a partir do início de 2018. A expectativa é de que o Tharu comece a ser emplacado por aqui até 2021.

Linha mundial de SUVs da VW

A Volkswagen contará com sete utilitários esportivos em sua linha. A montadora posicionará cada modelo conforme dimensões e oferta de itens de série e opcionais. As vendas de cada produto serão definidas conforme o mercado. Aqui no Brasil, por exemplo, teremos, ao menos por enquanto, a trinca T-Cross, Tharu e Tiguan Allspace. A família de SUVs da fabricante será composta por:

– T-Cross
– T-Roc
– Tharu
– Tiguan
– Tiguan Allspace
– Touareg
– Atlas
Na China, o Atlas é chamado de Teramont, mantendo a tradição da montadora de SUVs cujas iniciais são a letra T. Fontes indicam que a VW ainda deseja levar adiante o projeto Taigun. A versão conceitual foi apresentada no Salão de São Paulo, em 2012, mas a fabricante considerou o modelo pequeno demais. Construído sobre a plataforma do up!, o conceito pode ver a luz da linha de produção no futuro. Mas são apenas rumores.
Família de SUVs da VW, que inclui o Tharu

LINKS RELACIONADOS

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Faça login para comentar.