Acidentes de trânsito no Brasil: estatísticas não estão corretas

"Em países de primeiro mundo, aguarda-se a possibilidade das vítimas virem a óbito durante dias ou semanas depois do acidente ..."

Por Boris Feldman03/05/19 às 06h15

O AutoPapo entrevistou Geni Brafman Bahar, engenheira especialista em acidente de trânsito. Ela esclareceu porque os números  de vítimas fatais divulgados após os acidentes nas rodovias brasileiras não correspondem a realidade.

[TRANSCRIÇÃO]

O Brasil continua entre os líderes do trágico campeonato mundial de vítimas fatais nos acidentes de trânsito, com um número estarrecedor de 40 mil mortos anuais. Mas esse número não reflete a realidade das nossas vítimas de trânsito.

É o que se conclui da entrevista feita pelo AutoPapo com a engenheira brasileira, mineira Geni Brafman Bahar. Ela já mora há muitos anos no Canadá, e é considerada uma das autoridades mundiais no assunto. Diz ela, que no Brasil consideram-se os mortos no momento do acidente de trânsito ou até 48 horas depois. Porém, na maioria dos países de primeiro mundo, aguarda-se a possibilidade das vítimas virem a óbito durante dias ou semanas depois do acidente.

Acidente de trânsito
Avalie o conteúdo:
PéssimoRuimRegularBomExcelente (1 votos, média: 5,00 de 5)
loadingLoading...
Clique na estrela para avaliar.
Boris Feldman

Jornalista e engenheiro com 50 anos de rodagem na imprensa automotiva. Comandou equipes de jornais, televisão e apresenta o programa AutoPapo em emissoras de rádio em todo o país.

Boris Feldman
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Júnior 3 de maio de 2019

    Parece que o Brasil não liga muito para as mortes no trânsito. As leis de trânsito deviam ser mais rígidas para punir os imprudentes e as estradas deviam ser duplicadas na grande maioria, pois reduz e muito o risco de acidentes devido a ultrapassagens perigosas.

  • Avatar
    Thiago 3 de maio de 2019

    NO BRASIL, PRECISA INVESTIR MAIS EDUCAÇÃO NO TRANSITO, OS MAIORES INDICIES DE ACIDENTES SÃO EM CRUZAMENTOS, AQUI, NO BRASIL, TEMOS UMA CULTURA DOS MOTORISTAS, NA MENTALIDADE DO MOTORISTA,QUEM CHEGA PRIMEIRO, PASSA, EXEMPLOS, CRUZAMENTOS, LUGARES APERTADOS, A MAIORIA DOS MOTORISTAS, NÃO FAZ MUITA GENTILEZA DO TRANSITO, AS AUTOS ESCOLAS NÃO ENSINA,DIREÇÃO DEFENSIVA, SER MAIS ATENTOS NOS TRANSITO, PRESTAR ATENÇÃO DA VIA, AS AUTOS ESCOLAS, GANHA RIOS DE DINHEIRO, INSTRUTORES NÃO QUALIFICADOS, SALÁRIO ABAIXO PARA OS INSTRUTORES, PRINCIPALMENTE O PÉSSIMO MAL HUMOR QUE DESCONTA NO ALUNO, UM ÓTIMO MOTORISTA QUE FICA ATENTO EM VOLTA QUE RESPEITA AS LEIS DE TRANSITO,NO BRASIL TEM QUE ACABAR OS PÉSSIMOS HÁBITOS DAS PESSOAS, ACABANDO O PÉSSIMO HÁBITOS, O BRASIL,VAI PARA FRENTE,QUANDO, INVESTIR NA EDUCAÇÃO E CIDADANIA,O BRASIL, VAI PARA FRENTE.

Avatar
Deixe um comentário